Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5267
Title: A Performance da motricidade fina em crianças com microcefalia Por Zika Vírus
Other Titles: The performance of fine motor skills in children with microcephaly by zika virus
Authors: Silva, Deyse Cassiano da
Keywords: Microcefalia, Zika Virus, Desenvolvimento motor, Perímetro cefálico;Microcephalic, Zika Virus, Motor development, Cephalic perimeter
Issue Date: 29-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Deyse Cassiano da. A performance da motricidade fina em crianças com microcefalia por zika vírus. 2017. 25f. Artigo Científico (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2017.
Portuguese Abstract: Objetivo: Caracterizar a performance da motricidade fina em crianças com microcefalia por Zika Vírus através da escala Bayley III. Métodos: Trata-se de um estudo do tipo descritivo, de corte transversal e com abordagem quantitativa. Estudo realizado em crianças com casos confirmados de microcefalia relacionado ao Zika Vírus. As avaliações foram filmadas e realizadas a Clínica Escola de Fisioterapia em Santa Cruz/RN e no domicílio. Foram feitas medidas antropométricas (perímetro cefálico, peso e altura) e a avaliação da função motora fina utilizando a Bayley III. O período do estudo foi de junho a agosto de 2017. Resultados: Das 8 crianças avaliadas todas apresentaram atrasos significativos em sua performance motora fina apresentando média <7 pontuações extremamente baixo para essas crianças, como também a pontuação da motora apresentou muito abaixo do esperado (<70). Quantos as medidas antropométricas relacionadas ao P50, a maioria apresentou-se baixo para idade no nascimento e avaliação. Conclusão: Crianças com microcefalia pelo Zika Virus apresentam atraso no desenvolvimento motor fino, nas ações que envolvem agarrar e soltar e na manipulação de objetos e brinquedos, interferindo na interação com o ambiente e com os estímulos durante o seu desenvolvimento. Quanto mais tarde essa criança receber estimulação precoce, mais atrasado será seu desenvolvimento motor.
Abstract: Objective: To characterize fine motor performance in children with microcephaly by Zika Virus through the Bayley III scale. Methods: This is a descriptive, cross-sectional and quantitative approach. A study was carried out in children with confirmed cases of microcephaly related to Zika Virus. The evaluations were filmed and performed at the Clinical School of 18 Physiotherapy in Santa Cruz / RN and at home. Anthropometric measures (cephalic perimeter, weight and height) and fine motor function evaluation were performed using Bayley III. The study period was from June to August 2017. Results: Of the 8 children evaluated, all presented significant delays in their fine motor performance, presenting an average score of <7 extremely low scores for these children, as well as motor scores that were much lower than expected (<70). How many anthropometric measures related to P50, most were low for age at birth and evaluation. Conclusion: Children with microcephaly by Zika Virus present delayed fine motor development, actions involving grabbing and loosening and manipulation of objects and toys, interfering with the interaction with the environment and the stimuli during their development. The later this child receives early stimulation, the later the motor development will be.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5267
Other Identifiers: 2011004861
metadata.dc.description.embargo: 2020-12-08
Appears in Collections:FACISA - Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A PERFORMANCE DA MOTRICIDADE FINA EM CRIANÇAS COM MICROCELARIA POR ZIKA VÍRUS.pdf
Restricted Access Until 2020-12-07
1.28 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.