Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5155
Title: Aplicação de correlações empíricas em experimentos de análise PVT em amostras sintéticas
Other Titles: Application of empirical correlations in experiments of PVT analysis in synthetic samples
Authors: Permínio Filho, Eunízio Leite
Keywords: Análise PVT;Amostra Sintética;Correlações Empíricas
Issue Date: 27-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PERMÍNIO FILHO, Eunízio Leite. Aplicação de Correlações Empíricas em Experimentos de Análise PVT em Amostras Sintéticas. 2017. 54 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia de Petróleo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, Brasil, 2017.
Portuguese Abstract: Tratando-se da área petrolífera, as propriedades dos fluidos mais importantes são conhecidas como propriedades PVT ou parâmetros PVT visto que as mesmas são dependentes da pressão, do volume e da temperatura. Existem várias maneiras de determinar estas propriedades. Um dos métodos utiliza correlações empíricas para determinar as propriedades PVT, sendo bastante utilizado pela indústria porque tais propriedades são obtidas a um baixo custo. Já outro método é mais preciso visto que é realizado por meio das análises laboratoriais conhecidas como Análise PVT, contudo estas análises são caríssimas e requerem bem mais tempo, por isso são bem menos usadas. Este trabalho tem o objetivo de realizar uma análise comparativa entre as correlações empíricas desenvolvidas por Standing e Glaso e os resultados experimentais de uma análise PVT utilizando uma amostra sintética de metano e heptano. As propriedades estudadas são: pressão de bolha (Pb), razão de solubilidade (Rs) e fator volume-formação do óleo (Bo), entre outros.
Abstract: In the case of petroleum, the properties of the most important fluids are known as PVT properties or PVT parameters since they are dependent on pressure, volume and temperature. There are several ways to determine these properties. One of the methods uses empirical correlations to determine PVT properties and is widely used by industry because such properties are obtained at a low cost. Another method is more precise since it is performed through the laboratory analyzes known as PVT Analysis, however these analyzes are expensive and require a lot more time, so they are much less used. This work aims to perform a comparative analysis between the empirical correlations developed by Standing and Glaso and the experimental results of a PVT analysis using a synthetic sample of methane and heptane. The properties studied are: bubble pressure (Pb), solubility ratio (Rs) and oil formation volume factor of oil (Bo), among others.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5155
Other Identifiers: 20150146483
Appears in Collections:Engenharia de Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Apdecoememexdeanpvemamsi_TCC.pdf1.78 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.