Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5153
Title: Avaliação do estado nutricional e composição corporal de pessoas com deficiência visual
Authors: Silva, Alana Monteiro Bispo da
Keywords: IMC; Excesso de gordura corporal; Pessoa com deficiência.
Issue Date: 16-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Alana Monteiro Bispo da. Avaliação do estado nutricional e composição corporal de pessoas com deficiência visual. 2017. 32f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Introdução: A avaliação do estado nutricional é importante para subsidiar ações de alimentação e nutrição e determinar riscos de patologias relacionadas à composição corporal, particularmente em pessoas com deficiência visual, que estão predispostas ao desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) pela má alimentação.Nesse contexto, o presente estudo investigou o estado nutricional e a composição corporal de pessoas com deficiência visual. Metodologia: Trata-se de uma investigação do tipo transversal, observacional desenvolvida com 98 pessoas, entre 17 e 71 anos de idade, de ambos os sexos, com diferentes graus de deficiência visual. Por meio de entrevista, investigou-se aspectos socioeconômicos, demográficos, de saúde e estilo de vida dos participantes. Foram coletadas também medidas antropométricas (peso, estatura, perímetros da cintura e do pescoço, dobras cutâneas tricipital, bicipital, subescapular e suprailíaca) a fim de avaliar a composição corporal, estado nutricional e o risco para DCNT. As análises estatísticas foram realizadas utilizando o pacote estatístico SPSS versão 20.0, empregando-se o teste do Qui-Quadrado. Resultados: Dentre os avaliados 58,8% tinha excesso de peso (44,3% com sobrepeso e 14,4% com obesidade) e 80,5% possuía excesso de gordura corporal. Verificou-se também que 44,9% possuía risco para complicações metabólicas associadas à obesidade central em virtude do elevado perímetro da cintura, 36,7% tinha risco para resistência à insulina e síndrome metabólica decorrente do perímetro do pescoço aumentado. O grau de deficiência visual e tempo de deficiência não se associaram ao estado nutricional e à composição corporal. Conclusão: Neste estudo, pessoas com deficiência visual apresentaram elevada prevalência de sobrepeso e obesidade, de excesso de gordura corporal, além de risco para DCNT, revelando que são necessárias ações tanto de prevenção quanto de intervenção nutricional, para controle dos problemas de saúde relacionados à nutrição nesse grupo.
Abstract: Introduction: The nutritional status evaluation is important to support feeding and nutrition actions and to determine pathologies risks related to body composition, particularly in people with visual impairment, who are predisposed to chronic noncommunicable diseases(CNCD) development due to poor diet. In this context, the present study investigated the nutritional status and body composition of people with visual impairment. Methodology: This is a cross-sectional, observational study developed with 98 people, between 17 and 71 years of age, both sexes, with different visual impairment degrees. Through interviews, the participants' socioeconomic, demographic, health and lifestyle aspects were investigated. Anthropometric measurements (weight, height, waist and neck circumferences, triceps, bicipital, subscapular and suprailiac skinfolds) were also collected in order to evaluate body composition, nutritional status and risk for CNCD. Statistical analyzes were performed using the statistical package SPSS version 20.0, using the Chi-Square test. Results: Among those evaluated, 58.8% were overweight (44.3% were overweight and 14.4% were obese) and 80.5% had excess body fat. It was also found that 44.9% had a risk for metabolic complications associated with central obesity due to the high waist circumference, 36.7% had a risk for insulin resistance and metabolic syndrome due to the increased neck perimeter. The visual deficiency degree and disability time were not associated with nutritional status and body composition. Conclusion: In this study, people with visual impairment had a high prevalence of overweight and obesity, excess body fat, as well as a risk for CNCD, emphasizing that both preventive and nutritional intervention actions are necessary to control health problems related to nutrition in this group.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5153
Other Identifiers: 2013076716
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliaçãoestadonutricional_2017_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo1.5 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons