Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5146
Title: O diagnóstico da Diabetes Mellitus e o conviver com a condição crônica: um estudo participativo
Authors: Costa, Camyla Cristina Maia
Keywords: Diabetes Mellitus;Doenças Crônicas;Adesão ao tratamento;Autonomia pessoal
Issue Date: 24-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Camyla Cristina Maia da. O diagnóstico da Diabetes Mellitus e o conviver com a condição crônica: um estudo participativo. 2017. 21f. Artigo Científico (Graduação em Enfermagem) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2017.
Portuguese Abstract: A diabetes mellitus é uma das doenças crônicas de maior magnitude no mundo dada sua prevalência, peso econômico e social, impactando negativamente na qualidade de vida dessas pessoas. O diagnóstico implica mudanças nos hábitos de vida especialmente relacionados à alimentação, prática de atividade física e autocuidado constantes, requerendo maior autonomia pessoal. Este estudo tem por objetivo compreender como os sujeitos que vivem com diabetes lidam com o ato de reconhecer a condição crônica nos seus modos de cuidado à saúde. Trata-se de uma pesquisa do tipo participativa, com abordagem qualitativa, centrada na reflexividade e faz parte de uma pesquisa maior intitulada “Estratégias de Promoção da Saúde: O desafio da autonomia para pessoas vivendo com Diabetes Mellitus”. Participaram do estudo dezesseis sujeitos com diabetes mellitus, escolhidos de forma intencional e qualificada. Os participantes frequentaram oito encontros em um grupo, do tipo fechado, com metodologia e que favorecia o resgate da história de vida e das múltiplas experiências em lidar com a doença, aqui denominado de Grupo Estratégico de Promoção da Saúde. Na pesquisa maior os dados foram agrupados em três grandes eixos temáticos compostos pelos diálogos produzidos: I) reconhecer a diabetes II) conviver com diabetes III) autonomia pessoal. Este trabalho contém os sentidos atribuídos ao eixo I do qual emergiu três categorias: O impacto do diagnóstico, a não aceitação da doença e a aceitação da doença. Observou-se que o diagnóstico da doença crônica gera um misto de sentimentos, perpassando as reflexões a partir das histórias de complicações e óbitos compartilhados entre as gerações. Os participantes expressam sentimentos relacionados a negação ou aceitação da condição crônica que exige um exercício de adaptação. A partir do diagnóstico observa-se que os sujeitos atribuem novos signos a sua existência influenciando em seus hábitos, nos modos de cuidado à saúde e na qualidade de vida. Desta forma os aspectos emocionais que envolvem a diabetes mellitus podem influenciar para a aceitação ou não da doença, interferindo na adesão ao tratamento e por se tratar de uma condição crônica, é indispensável respeitar e incentivar a autonomia pessoal do sujeito.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5146
Other Identifiers: 2014079024
metadata.dc.description.embargo: 2020-12-25
Appears in Collections:FACISA - Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DiagnosticodaDiabetes_Costa_2017
Restricted Access Until 2020-12-24
Artigo379,14 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons