Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5127
Title: Estado nutricional em vitamina A de lactantes com parto pré-termo
Authors: Moia, Melissa Nunes
Keywords: Prematuro. Soro. Leite materno. Consumo alimentar.
Issue Date: 13-Nov-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MOIA, Melissa Nunes. Estado nutricional em vitamina A de lactantes com parto pré-termo. 2017. 58f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: A vitamina A é um micronutriente essencial, especialmente durante a gravidez, lactação e infância, por isso é necessário que haja consumo adequado dessa vitamina, para suprir o requerimento materno e do bebê. A deficiência de vitamina A é um problema de saúde pública mundial e entre os principais grupos de risco estão os recém-nascidos, principalmente os prematuros, gestantes e lactantes. Desse modo, esse estudo teve como objetivo avaliar o estado nutricional em vitamina A de lactantes que deram à luz prematuramente, por meio de indicadores bioquímicos e dietéticos. O estudo foi longitudinal observacional, composto por 94 lactantes com parto antes das 37 semanas gestacionais (pré-termo), atendidas em uma maternidade pública. Para dosagem de vitamina A sérica e do leite materno, foram coletados sangue materno entre o 1º e o 3º dias pós-parto e leite maduro 30 dias pós-parto. Os pontos de corte para níveis adequados da vitamina no soro e leite foram valores acima de 20,0 µg/dL e 30 µg/dL, respectivamente. As concentrações de vitamina A foram determinadas por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência. Além disso, foram coletadas informações sobre o consumo dietético de vitamina A, a partir de inquéritos alimentares do tipo recordatório 24 horas, que foram aplicados 7, 30, e 90 dias após o parto. A estimativa de ingestão de vitamina A foi obtida pela média dos três recordatórios e como valor de referência para consumo adequado foi utilizada a recomendação para lactantes de 19 a 50 anos, de 900 µg RAE/dia. As concentrações médias de retinol encontradas para soro materno e leite maduro foram de 51,25 ± 13,91 µg/dL e 54,50 ± 18,04 µg/dL, respectivamente, sendo ambas as médias consideradas adequadas. Foi obtida média de consumo de 902,09 ± 219,24 µg RAE/dia, também adequada. Entretanto, em análises individuais, observou-se consumo possivelmente inadequado de vitamina A em 46% das lactantes (n=19). Foi encontrada correlação positiva fraca (p=0,04; r=0,314) entre as concentrações de retinol no soro e no leite materno, porém não foi observada associação entre a ingestão dietética e as concentrações maternas de retinol sérico e do leite materno (p>0,05). Portanto, embora as concentrações estivessem adequadas no soro e no leite, a ingestão dietética de quase metade das mulheres estava possivelmente inadequada, podendo ser indicativo de risco para deficiência. Assim, o acompanhamento nutricional das lactantes é de extrema importância, para garantir um adequado estado nutricional materno-infantil pré-termo.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5127
Other Identifiers: 2013083640
metadata.dc.description.embargo: 2019-01-10
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estadonutrionalvitaminas_2017_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo1.11 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.