Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/5115
Título: Avaliação das condições de saúde bucal dos policiais militares pertencentes ao batalhão de polícia de choque da polícia militar do Rio Grande do Norte
Autor(es): Dantas, Rodrigo de Melo
Palavras-chave: Saúde Bucal;Polícia Militar;Cárie;Doença periodontal
Data do documento: 19-Jun-2017
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: DANTAS, Rodrigo de Melo. Avaliação das condições de saúde bucal dos policiais militares pertencentes ao batalhão de polícia de choque da polícia militar do Rio Grande do Norte. 2017. Monografia (Graduação) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: Introdução: A Saúde Bucal da população adulta brasileira ainda exibe altos níveis de precariedade apesar da melhoria dos índices de cárie observada nos últimos anos conforme estudos epidemiológicos realizados. No que se refere a adultos, o CPO-D médio, apresentado no SB Brasil 2010, foi de 16,75 na faixa etária de 35 a 44 anos e a condição periodontal teve a presença de cálculo como a condição mais expressiva. Nesse contexto insere-se a saúde bucal dos agentes de segurança pública, entre os quais as condições de saúde são fundamentais para a garantia do bem-estar físico e psicológico, assegurando-lhes um desempenho satisfatório de suas funções. Objetivo: Avaliar as condições de saúde bucal dos policiais militares pertencentes ao Batalhão de Polícia de Choque da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Metodologia: Trata-se de um estudo seccional/descritivo, com uma amostra de 42 policiais militares pertencentes ao Batalhão de Polícia de Choque todos do sexo masculino e com a faixa etária entre 30 a 49 anos de idade. A coleta dos dados foi estruturada em duas etapas: levantamento epidemiológico para avaliação da Cárie Dentaria, Doença Periodontal e Uso e Necessidade de Prótese usando os códigos e critérios recomendados pela Organização Mundial de Saúde e a aplicação de uma ficha-formulário para obtenção de dados socioeconômicos. Resultados: O CPO – D médio do estudo é de 11,30 com desvio padrão de 4,96, o percentual de indivíduos sem doença periodontal para o grupo foi de 4,76% e o percentual de necessidade de prótese no grupo do estudo foi de 57,14%. Conclusão: Em função dos resultados encontrados, ressaltar-se a importância desta pesquisa, a fim de subsidiar políticas e programas de intervenção visando a manutenção da saúde bucal do grupo analisado.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/5115
Outros identificadores: 2013041336
Aparece nas coleções:Odontologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
[2017.1] Avaliação das condições de saúde bucal dos policiais militares pertencentes ao batalhão de polícia de choque da polícia militar do Rio Grande do Norte..pdfTrabalho de conclusão de curso - odontologia 2017.1919.21 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.