Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4932
Title: Código de conduta do turismo contra exploração sexual infanto-juvenil: percepção de hotelarias e duas ONG’s de Natal/RN
Authors: Silva, Aline Kaliane de Souza
Keywords: Turismo;Política pública;Exploração sexual
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Aline Kaliane de Souza. Código de conduta do turismo contra exploração sexual infanto-juvenil: percepção de hotelarias e duas ONG’s de Natal/RN. 2017. 65f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Turismo), Departamento de Turismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O Brasil tem se tornado rota preferencial, no que tange ao tema turismo sexual, por essa razão, a exploração sexual de crianças e adolescentes no âmbito do turismo, foi amplamente combatida, por meio de uma política pública, uma certificação outorgada intitulada Código de Conduta do Turismo Contra a Exploração Sexual Infanto-Juvenil. Esta pesquisa objetivou verificar quais os resultados obtidos com o Código de Conduta do Turismo Contra Exploração Sexual Infanto-juvenil em Ponta Negra – Natal/RN. Com a finalidade de evidenciar a existência de mudanças quanto a conscientização social acerca do problema. A pesquisa buscou considerar a política pública como principal instrumento para o combate nesta determinada prática criminosa no Estado Democrático de Direito, apontando o envolvimento da sociedade civil como facilitador e combatente preponderante para a efetivação do abuso sexual a crianças e adolescentes. As técnicas usadas para esta pesquisa e no que se refere à abordagem do objeto, denomina-se como qualitativa de caráter exploratório e descritivo com análise de conteúdo. O instrumento utilizado para a coleta das informações do grupo estudado junto à amostra foi a entrevista estruturada, com questões abertas e questionário. Os resultados revelaram que os benefícios do Código de Conduta não apenas conota responsabilidade social, mas também mudou a forma como se realizava alguns processos hoteleiros quanto à aceitação de menores sem averiguação de sua origem e uma transformação de atitude da gestão pública para o combate das atividades exploratórias de menores. O mesmo permanece em vigência até hoje, porém, a falta de continuidade do acompanhamento do Código em Natal leva ao desinteresse de adesão por parte da gestão hoteleira do município, tornando-o pouco conhecido pelo setor turístico.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4932
Other Identifiers: 2012962223
Appears in Collections:Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AlineKSS_Monografia.pdfTurismo852.23 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.