Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4930
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlexandre, Mauro Lemuel de Oliveira-
dc.contributor.authorCarvalho, Denis Dantas-
dc.date.accessioned2017-10-26T12:48:43Z-
dc.date.available2017-10-26T12:48:43Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier2010017625pr_BR
dc.identifier.citationCARVALHO, Denis Dantas. Sol, praia, mar e óculos escuros: caracterização e percepção de turistas e ambulantes nas praias urbanas de Natal/RN. 2017. 44f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Turismo), Departamento de Turismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4930-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectComercio informalpr_BR
dc.subjectAmbulantespr_BR
dc.subjectPraiaspr_BR
dc.titleSol, praia, mar e óculos escuros: caracterização e percepção de turistas e ambulantes nas praias urbanas de Natal/RNpr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Ferreira, Lissa Valéria Fernandes-
dc.contributor.referees2Dutra, Jose Eneas Montenegro-
dc.description.resumoO presente trabalho tem como objetivo compreender um pouco da visão de turistas e frequentadores das praias urbana de Natal em relação ao comercio informal de óculos de sol, comida e outros serviços comercializados de forma descontrolada e sem fiscalização nas orlas marítimas da cidade de Natal/RN. Para atingir tal objetivo, foi realizada uma pesquisa quantitativa através de entrevistas com dez (10) turistas nacionais, dez (10) turistas internacionais, cinco (10) ambulantes de óculos de sol, todo atores típicos desse segmento. Foi aplicado um questionário para cada entrevistado nas praias da cidade: praia de Ponta Negra, praia do Forte e praia da Redinha. E em seguida, foram analisadas as respostas dos entrevistados para uma melhor compreensão dessas pessoas em relação com os comerciantes informais. Pode-se concluir que, de certa forma, os comerciantes informais chegam a incomodar a maioria dos frequentadores, tanto turistas quanto a população local. Que devido à grande insistência para venda de seus produtos, os frequentadores compram os produtos. O trabalho é caracterizado com exploratório descritivo onde foi feito perguntas abertas para os entrevistados responderem e serem analisados de forma adequada.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentTurismopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
Appears in Collections:Turismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DenisDC_Monografia.pdfTurismo1.91 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.