Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4714
Title: Serviço social e educação: condições de acesso e permanência de estudantes de origem popular no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus São Gonçalo do Amarante
Authors: Oliveira, Ana Clara de
Keywords: Serviço Social;Educação;Assistência estudantil;Estudantes de origem popular;IFRN
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Ana Clara de. Serviço social e educação: condições de acesso e permanência de estudantes de origem popular no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - Campus São Gonçalo do Amarante. 2017. 102f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: O trabalho apresenta uma análise sobre as condições de acesso e permanência de estudantes de origem popular. Tem como referência empírica o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN) – Campus São Gonçalo do Amarante (SGA). O estudo teve como objetivo principal apreender e analisar sob quais configurações se dão as condições de acesso e permanência de estudantes de origem popular. Os procedimentos metodológicos envolveram revisão de literatura sobre temas inerentes à educação enquanto direito social, serviço social na educação e política de assistência estudantil. Realizou-se pesquisa documental, identificando-se documentos referentes ao contexto do IFRN e a legislação que circunscreve o objeto de estudo. Na pesquisa de campo efetivou-se coleta de dados primários, através de um questionário com perguntas de múltipla escolha e entrevistas com perguntas abertas, junto a estudantes da modalidade técnico integrado, do IFRN - Campus São Gonçalo do Amarante. Evidenciou-se que para melhor apreender as condições de acesso e permanência dos estudantes de origem popular no IFRN, é necessário compreender a totalidade, universalidade e a singularidade desses estudantes, como também conhecer o processo de formação educacional, mediante suas condições objetivas e subjetivas de vida. A política de assistência estudantil apresenta-se como mecanismo de direito social visando à garantia igualitária de oportunidades de acesso à educação, desenvolvimento intelectual e desempenho acadêmico satisfatório do estudante, por meio do provimento de condições de permanência diante de necessidades sociais que emergem da realidade dos discentes, seja mediante recurso financeiro e ou acompanhamento pedagógico. A Assistência Estudantil não possibilita uma transformação da realidade social dos estudantes de origem popular. Porém, entende-se que políticas nesse âmbito se configuram elemento essencial e concreto para os seus beneficiários na imediaticidade cotidiana, garantindo o acesso e a permanência dos estudantes de origem popular no IFRN - Campus SGA e possibilitando que segmentos historicamente excluídos, social e economicamente vislumbrem a perspectiva de restituição do direito social à educação pública, gratuita e de qualidade.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4714
Other Identifiers: 2013085967
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaCO_Monografia.pdfServiço Social1.02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.