Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4711
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Roberto Marinho Alves da-
dc.contributor.authorSantos, Rafaela Vyviane dos-
dc.date.accessioned2017-08-31T13:13:27Z-
dc.date.available2017-08-31T13:13:27Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier2012961208pr_BR
dc.identifier.citationSANTOS, Rafaela Vyviane dos. Rolezinho dos pintas: a exclusão e a inclusão marginal dos jovens de bairros populares de Natal (RN).. 2017. 71f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4711-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectJuventudepr_BR
dc.subjectPintaspr_BR
dc.subjectConsumopr_BR
dc.subjectRolezinhospr_BR
dc.subjectInclusãopr_BR
dc.subjectExclusãopr_BR
dc.titleRolezinho dos pintas: a exclusão e a inclusão marginal dos jovens de bairros populares de Natal (RN)pr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Barros, Ilena Felipe-
dc.contributor.referees2Paiva, Ilana Lemos de-
dc.description.resumoO presente trabalho buscou analisar a questão dos "rolezinhos” na perspectiva de exclusão e inclusão socioeconômica e cultural de jovens de bairros populares de Natal (RN), conhecidos pela alcunha de pintas, caracterizando o perfil da juventude rolezeira e investigando a repercussão midiática que influenciou a opinião pública no período de estopim dos encontros em São Paulo (SP) e em Natal (RN). Para tanto, realizou-se pesquisa exploratória de natureza qualitativa, utilizando-se dos seguintes métodos: revisão de literatura; pesquisas documentais em matérias jornalísticas (online) e blogs através da ferramenta eletrônica de busca: Google, restringindo a busca para três veículos de notícias: o Portal G1, o Jornal Tribuna do Norte e o Blog do BG. A partir do estudo, observou-se as contradições vivenciadas por grupos juvenis, em sua maioria negros e pertencentes a bairros periféricos, a partir da sua inclusão no "mundo do consumo", sobretudo após a consolidação do neoliberalismo, não só no Brasil, mas a nível mundial. Sendo a principal contradição identificada: a inclusão marginal desses jovens através do consumo, pois ao mesmo tempo que existe forte apelo social para que eles façam parte da massa de consumidores, os mesmos não são desejados nos templos do consumo: os shoppings centers, o que é percebido pela repressão policial sofrida pelos participantes dos rolezinhos e o apoio da opinião pública. Desse modo, os rolezinhos se configuram como uma forma de resistência dos jovens das periferias urbanas contra os muros invisíveis da segregação social e espacial no país.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentServiço Socialpr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RafaelaVS_Monografia.pdfServiço Social1.86 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.