Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4668
Title: Família: uma análise das percepções profissionais na trajetória histórica do Serviço Social brasileiro e seus rebatimentos no âmbito interventivo
Authors: Oliveira, Amanda Camila Dantas de
Keywords: Família;Serviço Social;Percepção de família;Fazer profissional
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Amanda Camila Dantas de. Família: Uma análise das percepções profissionais na trajetória histórica do Serviço Social brasileiro e seus rebatimentos no âmbito interventivo. 2016. 76f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Este Trabalho de Conclusão de Curso tem por objeto de estudo a análise das distintas percepções de famílias formuladas na trajetória histórica do Serviço Social brasileiro e suas implicações no âmbito interventivo. Nesse sentido, a pesquisa apresenta enquanto objetivos a apreensão da categoria família e da sua importância para a profissão, delinear os perfis profissionais que eram demandados nas principais fases históricas do Serviço Social brasileiro de acordo com os seus fundamentos teórico-metodológicos e político-ideológicos abordados dentro de cada conjuntura sócio-histórica e articulá-los às análises das percepções (re) construídas pelos profissionais acerca das famílias, e, por fim, problematizar o fazer profissional do Serviço Social no atendimento às famílias diante das concepções historicamente (re) construídas a fim de apreender possíveis rebatimentos no trabalho com as demandas familiares dentro do Serviço Social. A metodologia adotada foi a pesquisa bibliográfica e documental sob uma abordagem qualitativa dos dados teóricos analisados, apoiada na perspectiva do método do materialismo-histórico-dialético. A pesquisa apresenta enquanto resultados a invisibilidade da temática nos espaços de formação acadêmica, apesar da sua extrema relevância dentro do Serviço Social, o que consequentemente acaba interferindo na intervenção profissional dos Assistentes Sociais, revelando, por vezes, uma prática profissional com características conservadoras, ressaltando intervenções preconceituosas, estereotipadas e padronizadas com vieses de ajustamento e integração das famílias à ordem social vigente e ao modelo familiar nuclear burguês. Dessa forma, se ressalta a necessidade de discussão da temática em âmbito acadêmico, desde a formação inicial, com vistas à contribuir com a eliminação das posturas conservadoras disseminadas no fazer profissional do Serviço Social na realidade brasileira, favorecendo a qualificação profissional, a qualidade dos serviços prestados, o seu direcionamento em favor da garantia de direitos e da construção de uma sociedade mais justa e igualitária para todos.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4668
Other Identifiers: 2013035016
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AmandaCDO_Monografia.pdfServiço Social 837.99 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.