Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4665
Title: A mulher negra: um olhar acerca das ações afirmativas e o acesso ao curso de Serviço Social na Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Authors: Silva, Quênia Gomes da
Keywords: Mulher negra;Racismo;Ações afirmativas;Ensino superior;Serviço Social
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Quênia Gomes da. A mulher negra: um olhar acerca das ações afirmativas e o acesso ao curso de Serviço Social na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2016. 106f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Por muito tempo a educação superior não era acessível à mulher negra, visto que a herança escravocrata subscreveu a essas mulheres um destino sem direito a escolhas, as inserindo na sociedade de forma precarizada, atribuindo-lhes estereótipos sexuais e racistas e, ainda, as confinando em trabalhos domésticos. Nesse sentido, o presente trabalho tem em vista analisar o acesso da mulher negra, por meio das ações afirmativas, no ensino superior, especificamente no curso de Serviço Social na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. Nele buscamos compreender o processo de instituição das ações afirmativas e suas contribuições para a inserção da mulher negra na educação superior. Para entendermos essa demanda, procuramos: apreender o debate histórico acerca das desigualdades sociais e raciais colocados ao povo negro, enfatizando o racismo e as teorias raciais no Brasil; analisar o preconceito e a discriminação à mulher negra no país, a partir da interligação das opressões a elas infligidas; avaliar os avanços e retrocessos colocados às mulheres negras, a partir da implantação da política de ação afirmativa, ― cotas raciais‖, dando ênfase à educação e, também, refletir acerca do acesso das mulheres negras ao curso de Serviço Social na UFRN, a partir da adesão dessa universidade as cotas raciais. Do ponto de vista metodológico, realizamos uma pesquisa bibliográfica e documental de cunho qualitativo, orientada pelo materialismo histórico dialético, utilizamos fontes bibliográficas e documentais relacionadas à escravidão, ao racismo, patriarcado, mulheres negras, movimento feminista/negro, educação superior e ações afirmativas. Evidenciamos que as ações afirmativas apresentam um avanço significativo, no que concerne, às mulheres negras colaborando para que algumas mudanças possam ser visualizadas especialmente quando se trata da sua inserção em espaços outrora branqueados e elitizados, como era o caso do Serviço Social que emergiu com essas características. Observamos que essas novas possibilidades, oportunizadas pelas ― cotas raciais‖ aparecem como forma de enfrentamento às diversas desigualdades, sejam elas, de cunho social e/ou racial, sobretudo, entendendo que a sua atuação deve ser em conjunto com outras políticas sociais, inclusive as de permanência estudantil.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4665
Other Identifiers: 2014001620
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
QueniaGS_Monografia.pdfServiço Social 1.2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.