Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4606
Title: O processo de trabalho do/a assistente social na área da saúde: atuar e sonhar num cenário de resistência
Authors: Ferreira, Ariane Sabrina da Cunha
Keywords: Processo de trabalho do/a assistente social;Saúde;Instrumentalidade profissional
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FERREIRA, Ariane Sabrina da Cunha. O processo de trabalho do/a assistente social na área da saúde: atuar e sonhar num cenário de resistência. 2016. 139f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O presente trabalho de conclusão de curso tem como objetivo analisar o processo de trabalho do/a assistente social na área da saúde, apreendendo como a instrumentalidade profissional facilita o desenvolvimento do processo de trabalho do/a assistente social na Unidade de Pronto Atendimento – UPA/Pajuçara. Essa pesquisa originou-se da experiência de estágio curricular obrigatório ocorrido nos semestres de 2015.1 e 2015.2 na referida instituição, que ao desenvolver os relatos no diário de campo, notava-se a importância que a utilização da instrumentalidade possuía no cotidiano profissional da nossa categoria. A instrumentalidade tem sido fundamental para responder, de modo totalizante, as demandas apresentadas durante o plantão na instituição supracitada, mas para a própria reflexão crítica da equipe de assistentes sociais em pensar qual a expressividade que a instrumentalidade profissional possui enquanto condição necessária para o processo de trabalho do/a assistente social. A metodologia utilizada foi à pesquisa qualitativa, sendo a análise dos dados apreendida através do método crítico-dialético. Para atingir os objetivos traçados para a realização dessa pesquisa, foram aplicados questionários com perguntas abertas para a equipe de três assistentes sociais que possuíam vínculo empregatício na referida instituição. A partir da coleta de dados foi possível constatar que as assistentes sociais visualizam a instrumentalidade e os instrumentos como espaço e possibilidade de mediação e articulação para a defesa dos direitos daqueles que demandam a sua intervenção, no entanto tem enfrentado muitos desafios que se introduzem na cotidianidade de seu exercício profissional em decorrência dos limites postos pelo capital e pela hegemonia neoliberal.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4606
Other Identifiers: 2012961389
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArianeSCF_Monografia.pdfServiço Social 1.43 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.