Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4602
Title: “Ai resolvi enfrentar o mar pra sobreviver, né?” condições de trabalho dos pescadores de Caiçara do Norte (RN)
Authors: Barbosa, Lígia Tavares Bezerra
Keywords: Trabalho;Trabalho precarizado;Pesca artesanal;Comunidades tradicionais
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BARBOSA, Lígia Tavares Bezerra. “Ai resolvi enfrentar o mar pra sobreviver, né?” condições de trabalho dos pescadores de Caiçara do Norte (RN). 2016. 49f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: A precarização do trabalho, expressa pelas más condições de trabalho, baixos salários, flexibilização das leis trabalhistas, entre outros chegou ao Brasil, com mais ênfase, a partir da década de 1990, com o advento do Neoliberalismo. Nota-se que essa precarização chegou também aos trabalhadores da pesca artesanal da praia de Caiçara do Norte – RN. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi analisar quais as condições de trabalho dos pescadores. Para isso, foi feita pesquisa bibliográfica referente às categorias Trabalho, Trabalho Precarizado e Pesca artesanal, amparada em autores como Ângela Maria Prates, Nayara Bueno, Sérgio Lessa, Dayane Lustosa, Sirlene Esmanhoto e Eduardo Esquiavone Cardoso. Foram realizadas também entrevistas semiestruturadas com nove pescadores, dois donos de barcos, três mulheres da comunidade e, o presidente da colônia dos pescadores da praia de Caiçara do Norte Z1, para que através de suas falas nós pudéssemos analisar se percebem as más condições de trabalho que aqueles pescadores são submetidos. Ao decorrer do trabalho discorro sobre as categorias já citadas para ao fim trazer trechos das falas dos entrevistados e, a partir delas, fazer uma análise dos dados colhidos e, das condições de trabalho naquela região. Ao fim do trabalho, pudemos constatar as más condições de trabalho dos pescadores de Caiçara do Norte que, além de estarem expostos a grandes perigos em alto mar, têm baixos rendimentos, poucas garantias de seus direitos trabalhistas, muitas horas e trabalho, entre outros.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4602
Other Identifiers: 2012961576
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LígiaTBB_Monografia.pdfServiço Social 1.03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.