Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4581
Title: A saga das parturientes do interior para a capital na Maternidade escola Januário Cicco
Authors: Borba, Catarina Karoline de Medeiros
Keywords: MEJC;Saúde da Mulher;Materno-infantil
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BORBA, Catarina Karoline de Medeiros. A saga das parturientes do interior para a capital na Maternidade escola Januário Cicco. 2015. 77f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: O presente estudo pretende identificar as determinações que fazem com que as parturientes saiam de seus municípios de origem para “dar à luz” na Maternidade Escola Januário Cicco – MEJC. Pretende mapear os municípios e regiões que mais encaminham mulheres em trabalho de parto para à MEJC; identificar quem são essas mulheres, traçando um perfil com idade, escolaridade, renda e estado civil. Pode-se com este estudo contribuir para com futuras ações e/ou medidas voltadas para este problema identificado na Maternidade Escola Januário Cicco. Este estudo utilizou-se de pesquisa bibliográfica e documental, além de entrevistas com usuárias do interior do RN. A priori, uma breve exposição da saúde brasileira, realizando o recorte na saúde da mulher no Brasil. Analisou-se os direitos sexuais e reprodutivos da mulher, estes concebidos como expressão da Questão Social. Com destaque ao objetivo deste estudo, adentrou-se o universo materno-infantil, no que diz respeito às fases da gestação, parto e puerpério, além de traçar um panorama da atenção básica nesta fase particular a mulher. Posteriori, uma análise da realidade acerca da atenção materno-infantil na média e alta complexidade, importância no atendimento as mulheres com gestação e parto de alto risco. Com um recorte local, abordou-se a importante função desenvolvida pela MEJC, além do perfil e trajetória das pacientes que utilizam os serviços da maternidade, dando indicações para a “saga” dessas mulheres do interior para a MEJC e expõe o retrato da rede básica de saúde, com suas lacunas e implicações na média e alta complexidade.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4581
Other Identifiers: 2012967524
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CatarinaKM_Monografia.pdfServiço Social 1,08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.