Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4530
Title: Reprogramação de astrócitos corticais em neurônios utilizando coquetel de pequenas moléculas
Authors: Farias, Ana Raquel Melo de
Keywords: Diferenciação neuronal;Neuronal differentiation;Reprogramação celular;Neuronal reprogramming;Pequenas moléculas;Small molecules
Issue Date: 2-Nov-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FARIAS, Ana Raquel Melo de. Reprogramação de astrócitos corticais em neurônios utilizando coquetel de pequenas moléculas. 2016. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte., Natal-RN, 2016.
Portuguese Abstract: Recentemente, diversas técnicas têm sido descritas visando à geração de neurônios que podem ser usados em terapias celulares objetivando o tratamento de doenças neurodegenerativas ou lesões agudas no sistema nervoso central. Uma dessas técnicas inclui a reprogramação de células já diferenciadas em neurônios, de forma direta ou indireta. Entretanto, a maioria dos protocolos de reprogramação celular depende da expressão de genes ectópicos, o que pode ocasionar outras alterações transitórias não esperadas nas células reprogramadas. A fim de contornar esses efeitos colaterais, investigou-se neste trabalho a possibilidade de reprogramação de astrócitos corticais de camundongos pós-natais em neurônios, através da exposição transitória das células a um coquetel de pequenas moléculas adicionado ao meio de cultivo celular. O referido coquetel inclui moléculas que atuam em diferentes vias celulares, dentre as quais a regulação da expressão gênica, modulação da neurogênese e controle do ciclo celular, tendo sido previamente utilizado na reprogramação de fibroblastos em neurônios. Para demonstrar o fenótipo neuronal após o tratamento dos astrócitos cultivados na presença das pequenas moléculas, foi avaliada a expressão de proteínas tipicamente neuronais, a morfologia celular e a expressão gênica, através dos métodos de imunocitoquímica e RT-qPCR. A partir dos dados preliminares observou-se que os astrócitos tratados adquirem morfologia e expressão gênica compatíveis com um fenótipo neuronal, indicando que o coquetel de pequenas moléculas pode ser utilizado na reprogramação de astrócitos em neurônios induzidos.
Abstract: Recently, many techniques have been described to generate neurons that could be used in cell-based therapies to neurodegenerative diseases or acute central nervous system injuries. One of such techniques is the lineage reprogramming of differentiated cells into neurons, either directly or indirectly. However, most protocols for lineage reprogramming rely on the expression of ectopic genes, which could lead to other unexpected transcriptional changes in the reprogrammed cells. To circumvent this possibility, we here evaluate the possibility to reprogram astrocytes from post-natal mouse cortex into neurons through the use of a cocktail of small molecules in the cell culture medium. This cocktail contains molecules associated with different cellular pathways, including gene expression regulation, neurogenesis modulation and cell cycle control, and it has been previously shown to reprogram fibroblasts into neurons. To assess the cellular phenotype after treatment of astrocytes cultures with small molecules, we evaluated the expression of neuron-specific proteins, morphology and gene expression by immunocytochemistry and RT-qPCR. Our preliminary data show that astrocytes adopt morphologies and gene expression compatible with a neuronal phenotype, indicating that small molecules can be used to reprogram astroytes into induced neurons.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4530
Other Identifiers: 2012911547
Appears in Collections:Biomedicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ReprogramaçaoAstrocitosCorticais_Farias_2016.pdfArtigo principal1,25 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons