Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4514
Title: Avaliação estereológica dos efeitos do treinamento físico aeróbico moderado na aorta de ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina
Authors: Landim, Raíssa Tainá Fernandes
Keywords: Diabetes Mellitus;Diabetes Mellitus;Aorta;Aorta;Treinamento Físico;Physical training
Issue Date: 9-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LANDIM, Raíssa Tainá Fernandes. Avaliação estereológica dos efeitos do treinamento físico aeróbico moderado na aorta de ratos diabéticos induzidos por estreptozotocina. 2016. 61 f. TCC (Graduação) - Curso de Biomedicina, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O diabetes mellitus (DM) é uma doença metabólica crônica complexa que acomete milhões de pessoas no mundo, sendo uma doença multifatorial responsável, dentre outras alterações, por desencadear problemas cardiovasculares em seus portadores, sendo estas alterações uma das principais causas de mortalidade entre esses pacientes. No entanto, o exercício físico apresenta a capacidade de estabelecer uma homeostase no organismo podendo ser um auxilio para esses pacientes na prevenção dessas alterações. Diante disso, analisamos na estrutura da aorta abdominal de ratos os efeitos do DM, bem como, a ação do treinamento físico aeróbico moderado como prevenção e/ou tratamento para tais alterações macrovasculares na DM. Para essa análise foi utilizado um modelo de indução química mundialmente aceita para o DM tipo I, por meio da indução por estreptozotocina. Foi realizada uma análise morfoquantitativa tridimensional (delineamento estereologico) da aorta abdominal, baseada no principio de Cavalieri, juntamente com uma análise de densidade de volume de fibras elásticas baseados no princípio de Delesse, em 30 ratos Wistar machos com 3 meses de idade, sendo divididos em 5 grupos (n=6) (G1- controle sedentário, G2- diabético sedentário, G3- Controle Treinado, G4- Diabético Treinado e G5- Diabético previamente treinado). A analise 3D da aorta demonstrou que o diabetes é responsável por um aumento de 205% do volume do lúmen, de 126% do volume da parede e de 177% do volume total da aorta abdominal, como também, proporciona um aumento de 126% no volume de fibras elásticas da parede desse vaso. Ainda demonstrou que o treinamento físico aeróbico moderado é capaz de reduzir essa alteração em 34% em nível de volume do lúmen, em 37% em nível de volume da parede e em 35% em nível de volume total. Já o treinamento físico aeróbico moderado realizado previamente preveniu essas alterações, proporcionando uma redução nessas alterações de 84% do volume do lúmen, 76% do volume da parede e 82% do volume total, reduzindo também em cerca de 76% o volume das fibras elásticas. Logo, pode-se concluir que o diabetes proporciona um aumento de volume da aorta abdominal e das fibras elásticas presentes em sua parede e que o treinamento físico aeróbico moderado é capaz de reverter e prevenir essas alterações de volume, no entanto, mostrou-se capaz de apenas prevenir as alterações de lamelas elásticas.
Abstract: Diabetes mellitus (DM) is a complex chronic metabolic disease that affects millions of people worldwide. It is a multifactorial illness responsible, among other changes, for cardiovascular problems in its patients. Those are the main causes of mortality among them. However, physical exercise has the ability to establish a homeostasis in the body and can prevent these alterations on the patients. Therefore, we analyzed the effects of DM in the rat abdominal aorta structure, as well as the action of moderate aerobic physical exercise as prevention and / or treatment for such macrovascular changes in DM. For this analysis, a globally accepted chemical induction model was used for type I DM, through streptozotocin induction. A three-dimensional morpho-quantitative analysis (stereological design) of the abdominal aorta, based on the Cavalieri principle, was performed along with a volume density analysis of elastic fibers, based on Delesse principle, in 30 male Wistar rats. They were 3 months old and divided in 5 groups (n = 6) (G1- Sedentary control, G2- Sedentary diabetic, G3- Trained control, G4- Trained diabetic and G5- Previously trained diabetic). 3D analysis of the aorta demonstrated that diabetes accounts for a 205% increase in lumen volume, 126% of wall volume and 177% of total abdominal aorta volume, as well as a 126% increase in volume of elastic fibers from the aorta wall. It was also demonstrated that physical exercise is able to reduce 34% in lumen volume level, 37% in wall volume level and 35% in total volume level. The previous physical exercise prevented these changes, providing a 84% reduction on lumen volume, 76% of the volume of the wall and 82% of the total volume, also reducing the volume of the elastic fibers by about 76%. Therefore, it can be concluded that diabetes provides an increase in abdominal aorta volume and the elastic fibers. Besides that, moderate aerobic physical exercise is able to revert and prevent these changes in volume, however, it has shown itself only capable of prevent changes in elastic lamellae.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4514
Other Identifiers: 2012911850
Appears in Collections:Biomedicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvaliacaoEstereológicaEfeitos_Landim_2016.pdfMonografia1,38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.