Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4383
Title: Qualidade de vida e funcionalidade em gestantes de terceiro trimestre do município de Santa Cruz - RN
Authors: Silva, Lucas Renato Luna e
Keywords: Qualidade de vida;Funcionalidade;Gestação
Issue Date: 27-Jun-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Lucas Renato Luna. Qualidade de vida e funcionalidade em gestantes de terceiro trimestre do município de Santa Cruz - RN. 2017. 25f. Artigo Científico (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2017.
Portuguese Abstract: Avaliou-se a qualidade de vida e a funcionalidade de 53 gestantes de risco habitual, residentes do município de Santa Cruz - Rio Grande do Norte. Tratase de um estudo do tipo transversal de caráter observacional, desenvolvido com mulheres que faziam pré-natal em uma das cinco Unidades Básicas de Saúde do município. Foram realizadas entrevistas na residência das participantes por meio de um questionário específico, abordando dados sociodemográficos e gineco obstétricos; o nível de atividade física foi avaliado por meio do Questionário de Atividade Física para Gestantes - QAFG; a qualidade de vida foi avaliada por meio do questionário Índice de Qualidade de Vida de Ferrans e Powers - IQVFP adaptado para público gestante; a funcionalidade foi avaliada pelo questionário World Health Organization Disability Assessment Schedule 2.0 - WHODAS 2.0.; A análise dos dados foi realizada por meio do software Statistical Package for Social Science (SPSS). Como resultado, observou-se uma idade média de 26,15 (±7.41); 79,2% se declararam pardas; 50,9% tinham o nível de escolaridade até o ensino fundamental completo; 81,1% delas não exerciam trabalho remunerado; a renda aproximada encontrada foi de R$500,00; 79,2% eram casadas ou viviam em união consensual; 75,5% eram sedentárias; 84,9% referiram ter uma boa saúde; a média de qualidade de vida foi de 23,95 (±2,86); a média de incapacidade foi de 19,69 (±13,25). Concluise que a média da qualidade de vida das participantes é relativamente alta, apresentando correlação negativa com o índice de incapacidade. Apesar disso, o nível de qualidade de vida no domínio Saúde/Funcionamento foi o mais baixo entre os 4 domínios, confirmando achados na literatura que evidenciam a redução da funcionalidade e qualidade de vida no período gestacional.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4383
Other Identifiers: 2011004718
metadata.dc.description.embargo: 2020-07-13
Appears in Collections:FACISA - Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Qualidade de vida e funcionalidade em gestantes de terceiro trimestre do município de Santa Cruz - RN.pdf
Restricted Access Until 2020-07-12
Artigo Científico330.31 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.