Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4356
Title: Os reflexos do neoliberalismo para o sucateamento da saúde pública e seus rebatimentos nos processos de trabalho das equipes multiprofissionais da ESF e do NASF
Authors: Cabral, íris da Silva
Keywords: Neoliberalismo;Atenção primária a Saúde;Estratégia Saúde da Família - ESF;Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF
Issue Date: 2013
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CABRAL, Íris da Silva. Os reflexos do neoliberalismo para o sucateamento da saúde pública e seus rebatimentos nos processos de trabalho das equipes multiprofissionais da ESF e do NASF. 2013. 102f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Portuguese Abstract: Este trabalho faz uma explanação analítica sobre o neoliberalismo e de como seus reflexos tem contribuído para a saúde pública no Brasil. Nossa análise se desenvolve no contexto da Atenção Primária à Saúde, tendo como pressuposto para nossa investigação os processos de trabalho das equipes da ESF e do NASF. Abordamos sobre as diferentes dimensões do Estado, avaliando seus aspectos e mutações ao longo do tempo relacionando suas respostas as políticas sociais, especialmente a política de saúde. Demonstramos ao longo do estudo que sob a direção neoliberal o Estado tem se retraído, se tornando mínimo em atender e prover as necessidades sociais da população. É sob esta perspectiva que entendemos a atual forma como vem sendo desenvolvido a Estratégia Saúde da Família (ESF). Embora a proposta da ESF seja de reorganização do modelo assistencial a saúde, a fim de dá maior resolutividade aos serviços e promover a atenção integral, percebemos que tal como vem sendo conduzida, tem servido mais a uma lógica mercadológica, burocrática e pontual. Isto se evidenciou por meio da coleta de dados entre os profissionais da ESF e do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF) e palas condições objetivas de trabalho dos profissionais inseridos na atenção primária. Nossa investigação aponta para os principais impactos que a lógica neoliberal coloca para os profissionais da APS, tais como, fragilização do tipo de vinculo empregatício, condições materiais de trabalho precárias, equipes de profissionais mínimas, sobrecarga de trabalho, entre outras que ao longo do estudo são apresentadas. Também ressaltamos as contribuições e o potencial que o Serviço Social tende a atingir neste primeiro nível e atenção a saúde.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4356
Other Identifiers: 2010078557
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IrisSC_Monografia.pdfServiço Social 1.13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.