Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4273
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMedeiros, Eugênio Mariano-
dc.contributor.authorMartino, Nicholas-
dc.date.accessioned2017-07-03T18:53:52Z-
dc.date.available2017-07-03T18:53:52Z-
dc.date.issued2016-12-08-
dc.identifier2011050505pr_BR
dc.identifier.citationMARTINO, Nicholas. Habitar resiliente: estudo preliminar de reforma em uma habitação unifamiliar visando a subsistência de recursos horticulturais e energéticos. 2016. 73 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Departamento de Arquitetura, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4273-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectMoradia unifamiliar – Reforma – Monografiapr_BR
dc.subjectSustentabilidade - Monografiapr_BR
dc.subjectRecursos horticulturais – Monografiapr_BR
dc.subjectPermacultura - Monografiapr_BR
dc.subjectPaisagismo ecológico - Monografiapr_BR
dc.subjectSintaxe espacial - Monografiapr_BR
dc.subjectEficiência energética - Monografiapr_BR
dc.titleHabitar resiliente: estudo preliminar de reforma em uma habitação unifamiliar visando a subsistência de recursos horticulturais e energéticos.pr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.advisor-co1Edja Trigueiropr_BR
dc.contributor.referees1Teles, Viviane-
dc.contributor.referees2Elali, Gleice-
dc.description.resumoO modo de produção e o tipo de consumo de alimentos e energia elétrica são exemplos de sistemas produtivos diretamente relacionados a projetos da arquitetura e da paisagem que vem se mostrando insustentáveis ao longo do tempo. Este estudo busca entender como uma adequação na arquitetura e no paisagismo de unidade habitacional unifamiliar localizada no bairro Tirol, Natal, pode fornecer alternativas viáveis para um modo de morar mais resiliente e sustentável através de uma maior autonomia de recursos hídricos, energéticos e horticulturais. Conforme Nicole Foss (2015), a melhor alternativa para lidar com os problemas causados pelos sistemas insustentáveis está na adoção de práticas produtivas mais resilientes, ou seja, sistemas locais de produção das necessidades básicas. O estudo se desenvolveu em quatro etapas principais: (1) a definição de um modo de morar resiliente, pela lente da permacultura, e adequação deste modo aos problemas relatados nas entrevistas com os usuários; (2) a análise da demanda horticultural e o estudo preliminar de um jardim ecológico horticultural (fig. 3 lado esquerdo) e contemplativo (fig. 3 lado direito) baseado nas necessidades dos usuários, nos princípios da permacultura (Mollison, 1988) e zoneado com o auxílio de análises configuracionais (Hillier e Hanson, 1984) (fig. 2); (3) a proposta de captação de energia solar, a etiquetagem do nível de desempenho ambiental conforme o Regulamento Técnico de Qualidade do INMETRO (2012) e diretrizes projetuais para atingir o desempenho ambiental nível A do edifício (fig. 1) e (4) o sistema captação e armazenamento de águas pluviais e reaproveitamento de águas cinzas (fig. 4). O trabalho conseguiu unir diferentes áreas da Arquitetura e Urbanismo - tais como projeto paisagístico, morfologia do ambiente construído, conforto ambiental e instalações hidráulicas - na busca de uma alternativa viável ao modo de morar contemporâneo insustentável.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentArquitetura e Urbanismopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
Appears in Collections:Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ResilienteHabitacaoUnifamiliar_Martino_2016.pdfArtigo36.66 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Pranchas.pdfPranchas4.28 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Banner.pdfBanner66.57 MBAdobe PDFView/Open
Apresentação.pdfApresentação8.73 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.