Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4245
Título: Estado nutricional e risco cardiovascular de pacientes com doença de Parkinson
Autor(es): Medeiros, Luís César de
Palavras-chave: Nutrição.;Doença de Parkinson;Estado nutricional;Consumo alimentar
Data do documento: 13-Jun-2017
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: MEDEIROS, Luís César de. Estado nutricional e risco cardiovascular de pacientes com doença de Parkinson. 2017. 31f. Artigo Científico (Graduação em Nutrição) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2017.
Resumo: No progredir da idade adulta processos degenerativos são comuns, entre eles destaca-se a doença de Parkinson (DP). Estudos evidenciam que há significativa alteração do estado nutricional nos pacientes com DP. O objetivo do estudo foi avaliar o estado nutricional, o consumo alimentar e o risco cardiovascular de portadores de DP atendidos na Clínica Escola de Fisioterapia da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Foram utilizados prontuários dos pacientes atendidos entre os meses de maio de 2016 e abril de 2017. Foram coletados: peso, estatura, índice de massa corporal (IMC), perímetro da panturrilha (PP), circunferência abdominal (CA), perímetro do braço (PB) dobra cutânea triciptal (DCT), resultado do cálculo da área muscular do braço corrigida (AMBc) e informações sobre o consumo alimentar contidas no Formulário de Marcadores de Consumo Alimentar. Participaram seis indivíduos, dois adultos e quatro idosos com DP. A média de idade foi 62,67±8,38 anos. Dos pacientes, 83,3% apresentavam excesso de peso e 16,6% estão em eutrofia. Cinco participantes possuíam algum risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares de acordo com CA, um sem risco. Os pacientes demonstraram ausência de risco para desnutrição proteico muscular. O número de refeições realizadas foram 3 ou mais/dia, apresentando considerável frequência na ingestão de feijão e frutas frescas, juntamente com uma menor periodicidade da ingestão de verduras, legumes e de alimentos industrializados e processados. Conclui-se que, a maioria dos participantes apresentou excesso de peso, com risco para desenvolvimento de doenças cardiovasculares e complicações metabólicas.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4245
Outros identificadores: 2013028209
metadata.dc.description.embargo: 2019-06-30
Aparece nas coleções:FACISA - Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Estado nutricional e risco cardiovascular de pacientes com doença de Parkinson.pdfArtigo Científico286.65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.