Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4239
Title: Relação entre índice de massa corporal e circunferência abdominal com o índice de qualidade do sono e sonolência diurna de estudantes universitárias
Authors: Silva, Maria Luiza Ramos da
Keywords: Sono;Sonolência;Estado nutricional
Issue Date: 21-Jun-2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Maria Luiza Ramos da. Relação entre índice de massa corporal e circunferência abdominal com o índice de qualidade do sono e sonolência diurna de estudantes universitárias. 2017. 65f. Artigo Científico (Graduação em Nutrição) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2017.
Portuguese Abstract: As estudantes quando admitidas nas universidades sofrem influências de diversos fatores, o que acaba por afetar o estado nutricional ocasionando aumento nos indicadores antropométricos, além de alterar o padrão do ciclo sono/vigília para desempenhar as atividades acadêmicas levadas pelas altas demandas e horários irregulares de aulas. O objetivo do estudo foi relacionar o Índice de Massa Corporal (IMC) e Circunferência Abdominal (CA) com a qualidade do sono e o nível de sonolência diurna de estudantes universitárias dos cursos de Nutrição, Fisioterapia e Enfermagem da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, localizada na cidade de Santa Cruz/RN. Trata-se de um estudo quantitativo transversal, onde foram avaliadas 32 estudantes através de avaliação antropométrica e do preenchimento do Questionário Estruturado para Avaliação Farmaconutricional, da Escala de Sonolência Epworth (ESE) e do Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (IQSP). O estudo mostrou que a qualidade do sono independe do IMC e da CA. Em relação ao nível de sonolência diurna verificou-se que as estudantes com IMC eutrófico, CA sem risco e CA com risco aumentado apresentaram maiores escores de sonolência diurna em relação às estudantes com IMC acima do peso. Foi observado que não houve diferença estatística entre a média da pontuação global da qualidade do sono de acordo com o IMC. Conclui-se que estudantes universitárias independentemente do estado nutricional não apresentam sono de boa qualidade mostrando sonolência diurna excessiva, pois dormem menos do que o recomendado e menos que a população em geral.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4239
Other Identifiers: 2012964184
metadata.dc.description.embargo: 2020-06-30
Appears in Collections:FACISA - Nutrição



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.