Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4133
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRibeiro, Ediane Maria Gomes-
dc.contributor.authorMedeiros, Jocione Mara de-
dc.date.accessioned2017-06-27T15:17:19Z-
dc.date.issued2017-06-13-
dc.identifier2013048346pr_BR
dc.identifier.citationMEDEIROS, Jocione Mara de. Caracterização físico-química e funcional da farinha da semente de abacate e sua viabilidade para elaboração de produto alimentício. 2017. 28f. Artigo Científico (Graduação em Nutrição) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2017.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4133-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsembargoedAccesspr_BR
dc.subjectAbacatepr_BR
dc.subjectComposição proximalpr_BR
dc.subjectPropriedades funcionaispr_BR
dc.titleCaracterização físico-química e funcional da farinha da semente de abacate e sua viabilidade para elaboração de produto alimentíciopr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.description.embargo2020-06-27-
dc.contributor.advisor-co1Edvaldo Vasconcelos de Carvalho Filhopr_BR
dc.contributor.referees1Ribeiro, Ediane Maria Gomes-
dc.contributor.referees2Jacinto, Katya Anaya-
dc.description.resumoO abacate pertence à família Lauraceae, gênero Perseal e compreende dois subgêneros: Persea e Eriodaphne, sendo produzido em alta escala no Brasil. O fruto possui relevante valor nutricional que auxilia na prevenção de algumas doenças, como Diabetes e Hipertensão. Grande parte do fruto é formado pela semente, que geralmente costuma ser descartada, contribuindo para o aumento dos índices de desperdício de alimentos que vêm crescendo incessantemente e paralelo a isso, como consequência o aumento de resíduos. Considerando que a semente do abacate contribui para essa geração de resíduos, o presente estudo teve como objetivo, elaborar a farinha a partir da semente de abacate e sua possível utilização na elaboração de produtos alimentícios. Foram avaliadas as características físico-químicas da semente e da farinha, nos quais foram encontrados valores superiores de cinzas, lipídios, proteínas, fibra e amido na farinha em relação aos resultados vistos na semente. A umidade apresentou-se dentro dos parâmetros exigidos na legislação brasileira. Para avaliação da estrutura dos grânulos de amido presentes na farinha, foi realizada a microscopia identificando a morfologia e quantidade de grânulos de amido existentes. Dentre as análises funcionais realizadas, a capacidade de absorção de água da farinha apresentou valores bem próximos aos de outros autores que avaliariam farinhas oriundas de outros tipos de semente, indicando boa aplicabilidade na produção de massas. Os componentes funcionais contribuem para qualidade final do produto, sendo viável a utilização na elaboração de um produto alimentício tipo macarrão.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentNutriçãopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Leopoldino, Kleison José Medeiros-
Appears in Collections:FACISA - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Caracterização físico-química e funcional da farinha da semente de abacate e sua viabilidade para elaboração de produto alimentício.pdf
Restricted Access Until 2020-06-26
Artigo Científico502.8 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.