Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4066
Title: Eficiência de uma estação compacta de tratamento de esgoto composta por reator UASB seguido de Biofiltro Aerado Submerso
Authors: Assis, Isabele Furtado de
Keywords: Estações Compactas.;Reator UASB.;Biofiltro Aerado Submerso.;Eficiência.;Efluente.
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ASSIS, Isabele Furtado de. Eficiência de uma estação compacta de tratamento de esgoto composta por reator UASB seguido de Biofiltro Aerado Submerso. 2017. 21f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil). Departamento de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: As estações compactas de tratamento de esgoto (ECTE) se apresentam como uma alternativa viável para suprir a deficiência de redes de coleta e tratamento de esgoto, desde que sejam tomados os devidos cuidados com sua operação e monitoramento. Diante disso, essa pesquisa teve como objetivo avaliar a eficiência de uma estação compacta de tratamento de esgoto, composta de reator Upflow Anaerobic Sludge Blanket (UASB) seguido de Biofiltro Aerado Submerso (BAS), e, através dos resultados, apresentar diretrizes para sua melhor operação, proporcionando um efluente de melhor qualidade. A análise de eficiência foi feita através dos resultados obtidos em laudos laboratoriais feitos ao longo dos quatro anos de funcionamento da estação. Com base nesses dados foi possível observar que o sistema apresentou baixa eficiência na remoção de Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO) e Demanda Química de Oxigênio (DQO), com valores médios de remoção de 40,0% e 45,2%, respectivamente. Além de apresentar valores abaixo do esperado, segundo literatura técnica, também para remoção de Sólidos Suspensos, com valores médios de 42,9%. Esses resultados fizeram surgir a necessidade da avaliação da quantidade de lodo presente no reator UASB, que foi realizada através da medição dos sólidos sedimentáveis e apresentou valores abaixo do esperado para estações com tempo de operação semelhante, 60ml de SS/L para o reator 1 e 25ml de SS/L para o reator 2. Baseado nesses resultados, pôde-se propor uma melhor rotina de operação, monitoramento e descarte do lodo, a fim de aumentar a qualidade do efluente final.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4066
Other Identifiers: 2012937463
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
eficiência-UASB-biofiltro-Assis-Artigo.pdfTCC - 2017.1995.31 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons