Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/4006
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVale, Sancha Helena de Lima-
dc.contributor.advisorMaciel, Bruna Leal Lima-
dc.contributor.authorAvelino, Erikarla Baracho-
dc.date.accessioned2017-06-19T13:55:25Z-
dc.date.issued2017-06-07-
dc.identifier2013048462pr_BR
dc.identifier.citationAVELINO, Erikarla Baracho. Comparação da composição corporal de bailarinas, praticantes de atividade física e sedentárias por meio da bioimpedância elétrica. 2017. 55 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/4006-
dc.description.abstractConsidering the benefits of sports practice and the importance of body composition evaluation, the present study aims to compare the body composition of dancers, physical activity practitioners and sedentary ones, using the Electric Bioimpedance method. Young adults were studied in three age-matched groups, evaluated by means of the electrical bioimpedance (BIA) for fat free mass percentages (% MLG), using predictive equations for MLG and body fat (% GC), estimated by 100% difference and % MLG result. The results showed averages of% GC for dancers, physical activity practitioners and sedentary women: 25.79 (2.68), 28.44 (2.68) and 31.22 (3.12), respectively. As for the predictive equations, it was observed that the equations of Kyle et al, Lukaski et al and Gray et al showed significant differences for MLG between dancers and sedentary ones, and that of Segal et al showed a strong correlation between MLG and age for dancers . It is concluded that further studies are necessary with these equations, especially regarding the comparison with a gold standard method, such as DXA, in order to study their possible validations for the groups of the present study, mainly for dancers, which is the group more devoid of validated equations for BIA.pr_BR
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsembargoedAccesspr_BR
dc.subjectBioimpedância elétricapr_BR
dc.subjectComposição corporalpr_BR
dc.subjectBailarinaspr_BR
dc.subjectEquações preditivaspr_BR
dc.titleComparação da composição corporal de bailarinas, praticantes de atividade física e sedentárias por meio da bioimpedância elétricapr_BR
dc.title.alternativeComparison of body composition of ballet dancers, practicers of physical activity and sedentary through electrical bioimpedancepr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.description.embargo2019-08-18-
dc.contributor.advisor-co1Leilane Lilian Araújo Lealpr_BR
dc.contributor.referees1Vale, Sancha Helena de Lima-
dc.contributor.referees2Leal, Leilane Lilian Araújo-
dc.description.resumoDiante dos benefícios da prática esportiva e da importância da avaliação da composição corporal, o presente estudo visa comparar a composição corporal de bailarinas, praticantes de atividade física e sedentárias, a partir do método da Bioimpedância elétrica. Foram estudadas adultas jovens em três grupos, pareadas por idade, avaliadas por meio da bioimpedância elétrica (BIA) quanto aos percentuais de massa livre de gordura (%MLG), mediante o uso de9 equações preditivas para MLG e gordura corporal (%GC), estimada pela diferença de 100% e o resultado de %MLG. Os resultados mostraram médias de %GC para bailarinas, praticantes de atividade física e sedentárias de: 25,79 (2,68), 28,44 (2,68) e 31,22 (3,12), respectivamente. Quanto as equações preditivas, pôde-se observar que as equações de Kyle et al, Lukaski et al e Gray et al mostraram diferenças significativas para MLG entre bailarinas e sedentárias, e a de Segal et al mostrou uma correlação forte entre MLG e idade para bailarinas. Conclui-se que são necessários mais estudos com essas equações, principalmente no que diz respeito à comparação com um método padrão ouro, como a DXA, a fim de estudar suas possíveis validações para os grupos do presente estudo, principalmente para bailarinas, que é o grupo mais desprovido de equações validadas para BIA.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentNutriçãopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO::ANALISE NUTRICIONAL DE POPULACAOpr_BR
dc.contributor.referees3Maciel, Bruna Leal Lima-
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Comparaçãocomposiçãocorporal_2017_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo525.04 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons