Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3985
Title: Estrutura de capital e eficiência contábil-financeira: um estudo de correlação com as empresas de construção civil e pesada da BM&FBOVESPA
Authors: Dantas, Daniel Rodrigues
Keywords: Estrutura de Capital;Teoria de Pecking Order;Eficiência;Análise das demonstrações
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: DANTAS, Daniel Rodrigues. Estrutura de capital e eficiência contábil-financeira: um estudo de correlação com as empresas de construção civil e pesada da BM&FBOVESPA. 2015. 55f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis), Departamento de Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: O gerenciamento de resultados é fator importante para que as empresas evidenciem o sucesso de suas atividades, e a uniformidade da informação financeira constitui elemento de clareza para a comparação de resultados. A indústria da construção figura-se como um dos setores que mais se utiliza de financiamentos devido à necessidade de angariar fundos para exercer suas atividades. Tal indústria destaca- se pela elevada carga tributária e sensibilidade a juros altos. Nesse contexto, o objetivo deste estudo é avaliar se há relação entre a estrutura de capital e a eficiência das empresas listadas nos segmentos de Construção Civil e Construção Pesada da BM&FBovespa. Foi realizado um censo das 24 empresas listadas nos segmentos em questão, do qual uma das empresas foi excluída por não publicar as demonstrações financeiras de todos os exercícios estudados, de 2010 e 2014. A Correlação r, ou ρ, de Pearson foi utilizada para estabelecer a relação entre as variáveis. Para medir a eficiência, foi utilizada a ferramenta não-paramétrica de Análise Envoltória de Dados (DEA), no modelo BCC orientado a outputs, determinados pela Receita da Venda de Bens e/ou Serviços, e cujos inputs foram representados pelos Custos da Venda de Bens e/ou Serviços e Ativo Total. A correlação foi evidenciada entre a eficiência e os indicadores de Imobilização do Patrimônio Líquido, Rentabilidade do Patrimônio Líquido e o próprio Nível de Endividamento. Os resultados revelaram uma correlação fraca entre a eficiência e os indicadores de Imobilização e Rentabilidade, no entanto, pôde-se concluir a relação com as teorias de Pecking Order, em que as empresas mais lucrativas utilizam-se mais do capital próprio, e de Trade-off, que estabelece a relação entre o endividamento e os benefícios fiscais. As análises de correlação setorial, no entanto, podem não ter evidenciado com propriedade a situação dos segmentos estudados em virtude da pequena quantidade de dados processados. Recomenda-se para futuras pesquisas a aplicação deste estudo em todos os segmentos listados na BM&FBovespa e utilização de ferramentas estatísticas mais sofisticadas, como a Regressão Linear.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3985
Other Identifiers: 2011061044
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstruturaDeCapital_Dantas_2015Ciências Contábeis666.47 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.