Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3965
Title: Impacto da depreciação no custo do serviço público: uma análise a partir da avaliação do controle patrimonial do Restaurante Universitário da UFRN
Authors: Feijó Filho, José Ailson Alves
Keywords: Setor público;NBCASP;Depreciação;Controle Patrimonial;Inventário
Issue Date: 2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FEIJÓ FILHO, José Ailson Alves. Impacto da depreciação no custo do serviço público: uma análise a partir da avaliação do controle patrimonial do Restaurante Universitário da UFRN. 2015. 82f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis), Departamento de Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Até pouco antes do fim da década passada, a contabilidade pública brasileira carecia de foco patrimonial, tendo caráter predominantemente orçamentário e financeiro. Com a convergência aos padrões internacionais e a implantação das novas Normas Brasileiras Aplicadas ao Setor Público, vários conceitos de contabilidade patrimonial foram inseridos no contexto da contabilidade governamental. Instigado pela Portaria STN nº 828/11 que determinou implantação de sistemas custos nos entes federativos, o projeto “Sistema de Custos Aplicado ao Setor Público” do Departamento de Ciências Contábeis da UFRN propôs desenvolver modelos de sistemas de custos capazes de mensurar os custos no setor público. Em estudo desenvolvido por iniciativa desse projeto, Madeira (2014) mensurou os custos do Restaurante Universitário da UFRN, mas teve limitações ligadas a alguns aspectos dos bens do ativo imobilizado do restaurante. Baseando nessa situação, o objetivo geral deste estudo é investigar o impacto da adoção dos procedimentos aplicados aos bens imobilizados determinados nas NBCASP na mensuração dos custos do Restaurante Universitário da UFRN. Para tanto, o presente estudo descritivo desenvolveu uma pesquisa bibliográfica e documental, por meio de um estudo de caso, possuindo uma abordagem quantitativa e qualitativa. Os resultados mostram que o grau de convergência ás NBCASP na Universidade foi avaliado em 65%, ausente o cumprimento de alguns critérios importantes. Também foi observado que, apesar do controle contábil dos bens móveis da UFRN ser bastante conciso, o controle físico desses bens é deficiente, comprometendo assim a confiabilidade da informação contábil. Com a realização do inventário físico do RU, constatou-se que a divergência entre o registro contábil e a realidade física pode chegar a 1.474 unidades. Monetariamente falando, o ativo imobilizado móvel do restaurante está superavaliado em aproximadamente 6,9% em relação ao seu valor real. Os bens imóveis não se encontram adequadamente registrados, estando em processo avaliação por meio de empresa contratada. Devido a esses resultados, percebeu-se um impacto aproximadamente 2% no total dos custos calculados conforme a Resolução CONSAD nº 025/12 da UFRN. A depreciação efetiva representa cerca de 3% da composição dos custos do restaurante e, comparado-a aos outros elementos de custos considerados pela referida resolução, trata-se do terceiro maior elemento de custo, sendo inferior apenas aos custos com materiais de consumo e aos de locação de mão de obra.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3965
Other Identifiers: 2011031742
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImpactoDaDepreciacao_FeijoFilho_2015.pdfCiências Contábeis1.62 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.