Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3950
Título: Excesso de confiança e senso de controle: um estudo com os discentes do curso de Ciências Contábeis da cidade de Natal-RN
Autor(es): Santos, João Victor Joaquim dos
Palavras-chave: Finanças comportamentais;Senso de controle;Excesso de confiança
Data do documento: 2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: SANTOS, João Victor Joaquim dos. Excesso de confiança e senso de controle: um estudo com os discentes do curso de Ciências Contábeis da cidade de Natal-RN. 2015. 46f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis), Departamento de Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: As novas normas internacionais de contabilidade vigentes evidenciam a necessidade de um maior julgamento e uma melhor qualidade na tomada de decisão dos profissionais. Nesse contexto, o comportamento racional desse profissional ao tomar decisões tornou-se ainda mais importante, e faz com que os indivíduos tenham que tratar as informações de forma objetiva e sem apresentem tendências, propensões ou aversões. Assim, o objetivo deste trabalho é investigar o comportamento dos estudantes do curso de Ciências contábeis da cidade de Natal acerca dos vieses senso de controle e excesso de confiança. A metodologia foi desenvolvida a partir da métrica utilizada por Mirowsky e Ross (1991) e Pompiam (2006), foi utilizada a técnica de independência medida pela estatística qui-quadrado de Pearson. O instrumento para a coleta de dados foi à utilização de questionários, aplicados no primeiro semestre de 2015, em 395 estudantes do curso de Ciências contábeis de quatro instituições de ensino superior da cidade de Natal-RN. Os resultados mostraram que para o viés do Excesso de confiança, os estudantes pesquisados se apresentam, de forma geral, vulneráveis a tomar decisões sendo excessivamente confiantes em suas informações disponíveis. Tendo em vista que em 75% das variáveis investigados, os estudantes apresentaram características de que tem um maior nível de excesso de confiança. Já para os resultados encontrados acerca do viés de senso de controle, dividem-se os resultados em dois grupos. Os primeiros resultados foram os encontrados através da métrica utilizada por Pompiam (2006), onde se observou que das quatro variáveis investigadas, em três delas, ou seja, 75% das respostas, os estudantes se apresentam vulneráveis ao viés de senso de controle. Não se observou relação significativa entre as variáveis, gênero, renda familiar, situação ocupacional e a cidade onde concluiu o ensino médio com o índice de senso de controle.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3950
Outros identificadores: 2013003228
Aparece nas coleções:Ciências Contábeis

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ExcessoDeConfianca_Santos_2015.pdfCiências Contábeis1,37 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.