Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3910
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMorais, Ana Heloneida de Araújo-
dc.contributor.authorOliveira, Gerciane Silva de-
dc.date.accessioned2017-05-31T11:28:13Z-
dc.date.available2017-05-31T11:28:13Z-
dc.date.issued2017-05-
dc.identifier20155135830pr_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Gerciane Silva de. Efeito de um modelo de dieta de cafeteria no crescimento e estado nutricional em ratos Wistar. 2017. 41 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3910-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectObesidade, índice de Lee, peso, comprimento naso-analpr_BR
dc.titleEfeito de um modelo de dieta de cafeteria no crescimento e estado nutricional em ratos Wistarpr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.advisor-co1Fabiana Maria Coimbra de Carvalhopr_BR
dc.contributor.referees1Morais, Ana Heloneida de Araújo-
dc.contributor.referees2Carvalho, Fabiana Maria Coimbra de-
dc.description.resumoA alimentação é um fator fundamental para o desenvolvimento humano, especialmente, quando a dieta é introduzida de maneira adequada e balanceada nutricionalmente. No entanto, a sociedade moderna tem modificado seus hábitos alimentares para um tipo de dieta chamada de "ocidental", caracterizada por transições nutricionais que apontam um aumento do consumo de gorduras, principalmente saturadas, açúcares refinados, e pela redução do consumo de carboidratos complexos e de fibras, fenômeno que provoca impactos à saúde favorecendo o surgimento das DCNT. Devido a essas inadequações nutricionais, e a fim de avaliar o impacto do estado nutricional em longo prazo nos indivíduos, diversos estudos têm sido realizados utilizando as chamadas dietas de cafeteria, por essa se assemelhar a alimentação da sociedade ocidental. Diante do exposto, o presente estudo teve como objetivo avaliar o ganho de peso, o comprimento naso-anal e o estado nutricional de ratos submetidos à uma nova dieta de cafeteria. Utilizou-se ratos machos da linhagem Wistar, (n=10), divididos em dois grupos, chamados de controle e cafeteria. Ao primeiro, foi ofertada a dieta padrão Labina®, e ao segundo, a dieta de cafeteria, ambas ad libitum, por 17 semanas. O ganho de peso, o comprimento naso-anal e o estado nutricional foram avaliados semanalmente durante o experimento. Os ratos alimentados com a dieta de cafeteria tiveram um significativo ganho de peso, culminando com o diagnóstico de obesidade, baseado no índice de Lee (≥0.300), para todos os animais submetidos a dieta de cafeteria (p<0,0001). Enquanto que o comprimento naso-anal manteve-se sem diferenças entre os grupos durante esse período. Dessa forma, corrobora-se que essa dieta de cafeteria foi capaz de induzir a obesidade em animais, mostrando-se eficiente para estudos da fisiopatologia que envolvem complicações associadas à obesidade, visto que o modo de indução utilizado se apresenta como um modelo próximo da gênese da obesidade em humanos.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentNutriçãopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Neves, Renata Alexandra M. das-
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeitomodelowistar_2017_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo822,59 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.