Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3898
Title: Análise do indicador de comprometimento da Receita Corrente das regiões e estados brasileiros no ano de 2015
Authors: Oliveira, Wênio Matias de
Keywords: Balança orçamentária;Análise de balanços públicos;Indicadores de desempenho;Indicador de comprometimento da Receita Corrente
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Wênio Matias de. Análise do indicador de comprometimento da Receita Corrente das regiões e estados brasileiros no ano de 2015. 2016. 67f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Contábeis), Departamento de Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O presente trabalho tem o objetivo de analisar o indicador de comprometimento da receita corrente das regiões e dos estados brasileiros no ano de 2015. Quanto à metodologia aplicada, este trabalho se caracteriza como uma pesquisa descritiva, bibliográfica, documental e quantitativa. Os dados utilizados foram as receitas correntes arrecadadas e as despesas correntes empenhadas dos vinte e seis Estados e do Distrito Federal no ano de 2015. As receitas e despesas foram coletadas do anexo 1 – balanço orçamentário, constante do Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), disponibilizado pelo Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (SICONFI), disponível no sítio eletrônico da Secretaria do Tesouro Nacional, Ministério da Fazenda. A análise foi dividida em três partes: a primeira voltada para a análise de cada região individualmente; a segunda destinada à análise comparativa entre as regiões, utilizando a média como parâmetro comparativo; a terceira destinada ao ranking dos resultados de cada Estado, focando-se na análise dos quatro melhores e piores indicadores. Verificou-se que o maior indicador médio apresentado em 2015, pertence à região Norte, seguido pela região Nordeste, Centro-Oeste e Sul; Os maiores indicadores pertencem aos Estados da região Norte e Nordeste, com exceção de Espirito Santo, e os piores, aos Estados do Sul e Sudeste, com exceção do Distrito Federal.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3898
Other Identifiers: 2012915297
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
WênioMO_Monografia.pdfCiências Contábeis 1.08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.