Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3769
Title: A educação primária escolar de mulheres negras (Rio Grande do Norte, 1922-1947)
Other Titles: Primary school education of black women (Rio Grande do Norte, 1922-1947)
Educación primaria de las mujeres negras (Rio Grande do Norte, 1922-1947)
L'école enseignement primaire femmes noires (Rio Grande do Norte, 1922-1947)
Authors: Alcântara, Paulo Basílio de
Keywords: Educação escolar primária;Mulheres negras;Oportunidades socioeducacionais;Rio Grande do Norte;Primary School Education;Black women;Social educational opportunities;Rio Grande do Norte
Issue Date: 30-Nov-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALCÂNTARA, Paulo Basílio de. A educação primária escolar de mulheres negras (Rio Grande do Norte, 1922-1947). 2016. 75 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia), Departamento de Fundamentos e Políticas da Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O princípio do direito à educação primária para todos, conferindo direção ao conjunto das políticas estatais de ampliação de oportunidades educacionais pela expansão da escola pública e subvenção crescente às escolas particulares, seria determinante para a melhoria de oportunidades de vida pessoal e social em especial da criança estudante negra? Para responder, de maneira geral, a essa indagação, o presente trabalho objetiva discutir as dimensões básicas da educação escolar primária de mulheres negras, nascidas nas primeiras décadas do século XX, para, assim, averiguar o alcance do princípio do direito à educação primária na determinação de suas melhorias de oportunidades na vida pessoal e social. O trabalho, metodologicamente, é norteado pela análise do corpus documental (entrevistas, legislação educacional, regimento interno de escolas, mensagens governamentais, relatórios do Diretor de Departamento), com base nas teorizações de Magalhães (2014) e Teixeira (1968 e 1978) quanto ao entendimento de escolarização e de alfabetização e de fins e aos meios da educação escolar. Em termos de conclusão, o princípio do direito à educação escolar primária para as vinte e duas (22) mulheres, partícipes de nossa pesquisa, pode ser, assim, evidenciado: a maioria das mulheres (16) não prosseguiu ou não concluiu a educação escolar primária; a minoria das mulheres (6) prosseguiu a educação escolar para os níveis de ensino secundário ginasial e normal. O princípio do direito à educação primária para todos, disposto no conjunto das políticas estatais de ampliação de oportunidades socioeducacionais – em última instância – somente garantiu às vinte e duas mulheres negras o acesso à primeira educação, no estrito limite de uma alfabetização a um minimum, equivalentemente, determinando um processo de viver análogo a uma condição social pobre ou de classe social pobre.
Abstract: Would primary education to every citizen principle of law, providing guidance for State law of educational opportunity enlargement through expanding the number of public schools and increasing subsidy to private schools, be decisive to improve personal and social life opportunities and Black young student? In order to answer to this question this study intends to discuss the basic dimensions of primary schoolingof Black women who were born in the early decades of the 20th century, in order for the principle of law range to primary education to be ascertained in determination of enhancing personal and social life opportunities. Methodologically, this study was conducted to analyse the documentation corpus (interviews, educational law, school internal regulation, governmental messages, reports from the Director of the Department of Education) based on Magalhães’s (2014) and Teixeira’s (1968 and 1978) theories concerning the understanding towards schooling and literacy as well as the methods of schooling. As a conclusion, the principle of law to primary education to the 22 women held in this study, could be foregrounded as follows: the majority of the women researched (16) didn’t either continue or graduated from primary school; the minority of the women researched (6) continued to secondary school ginasial and normal. Primary education to every citizen principle of law existing in the State Politics of social educational enhancement – in last instance – only guaranteed to those 22 Black women access to primary education, limited to literacy to a minimum, equivalently, decreeing an analogous living process to a poor social condition or a poor social layer.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3769
Other Identifiers: 2013033254
Appears in Collections:Pedagogia (Presencial)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.