Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3744
Title: “Casaram-se solenemente em face da igreja”: matrimônio, mestiçagens e dinâmicas de apadrinhamento na freguesia de Nossa Senhora da Apresentação (1727-61)
Authors: Silva, Daisy de Assis
Keywords: matrimônio;mestiçagens;solidariedades
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Daisy de Assis. “Casaram-se solenemente em face da igreja”: matrimônio, mestiçagens e dinâmicas de apadrinhamento na freguesia de Nossa Senhora da Apresentação (1727-61). 2016. 46f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Departamento de História, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O presente trabalho tem por objetivo entender a participação da população mestiça e escrava na sociedade colonial do Rio Grande do Norte, tomando como base o sacramento matrimonial. Analisando os registros paroquiais da freguesia de Nossa Senhora da Apresentação na primeira metade do século XVIII, pretende-se traçar um panorama social obtido através de laços matrimoniais e entender de que forma a Igreja, sendo um órgão de normatização e convergência dos aspectos espirituais e seculares, regia esta sociedade, pelo menos no que diz respeito às uniões legitimadas pela Igreja. Outro aspecto que se faz necessário para a realização da pesquisa é explicar estes casamentos a luz de códigos de conduta eclesiástica que vigoravam naquele período como as Constituições Primeiras do Arcebispado da Bahia. É pela análise em conjunto dos códigos de conduta que regiam a esfera secular que se pode entender e desnudar esta sociedade. Dentro dessa realidade, busca-se compreender de que forma a população negra, parda e indígena se relacionava em um contexto de exclusão social e o que almejavam quando sacramentavam sua união. Estes registros mostram a dinâmica organizacional da sociedade, as estratégias dos indivíduos n essa organização e a recorrência de uniões entre pessoas de mesma cor, condição jurídica, e os laços de solidariedade que eram efetivados na escolha das testemunhas. Como exemplo de possíveis estratégias e tentativa de ascensão social, percebe-se a escolha de muitas testemunhas que gozavam de títulos e patentes bem como a recorrente designação de “pessoas conhecidas” tão comumente utilizada pelos vigários. Desta forma, o trabalho pretende contribuir para um maior entendimento das camadas menos favorecidas na sociedade colonial, o negro, o mulato, o pardo, o escravo.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3744
Other Identifiers: 2012343544
Appears in Collections:História (Bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Casaram-sesolenemente_SIlva_2016570.84 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.