Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3627
Title: Relação entre juros, câmbio e preços no Brasil: Abordagem var para uma pequena economia aberta regida por metas de inflação
Authors: Amaral, Stefany Silva
Keywords: Política Monetária;Pass-through cambial;Nível de Preços;Vetores Autorregressivos (VAR)
Issue Date: 23-Nov-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: AMARAL, Stefany Silva. Relação entre juros, câmbio e preços no Brasil: Abordagem var para uma pequena economia aberta regida por metas de inflação. 2016. 56 f. Monografia(Bacharelado) - Curso de Ciências Econômicas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Este estudo busca avaliar a relação entre política monetária e nível de preços na economia brasileira considerando a intermediação e os efeitos da taxa de câmbio. Com o Plano Real, o Brasil passou por mudanças na forma de fazer política econômica. No fim dos anos 1990, a taxa de câmbio que era fixada pelo governo se tornou flutuante e a nova âncora nominal da economia veio com a adoção do regime de metas de inflação. Dessa forma, o principal instrumento do Banco Central do Brasil é a fixação da taxa básica de juros com intuito de controlar a inflação. A ideia estabelecida e amplamente difundida por trás do funcionamento deste mecanismo afirma que a taxa de juros fixada exerce influência sobre as taxas de mercado que, por sua vez, afetam a demanda agregada, desaquecendo (ou aquecendo) a economia e reduzindo (ou elevando) o nível de preços. Contudo, objeções são feitas na literatura e uma delas afirma que o principal mecanismo de controle dos preços é realizado via pass-through da taxa de câmbio, influenciando, sobretudo, a oferta agregada. Esta hipótese é verificada por meio de um modelo de Vetores Autorregressivos (VAR) embasando-se nas abordagens de Lindé, Nessén e Söderström (2003) e Jacobson et al. (1999), as quais incorporam a ideia de análise da política monetária em uma pequena economia aberta regida por metas de inflação. Os resultados das funções de resposta ao impulso indicam que a taxa de câmbio exerce considerável influência sobre o nível de preços da economia brasileira. Contudo, a hipótese testada deve ser apenas parcialmente aceita, pois os efeitos da política monetária se mostraram bastante indefinidos. Relações entre a demanda e política monetária parecem ter o efeito esperado, mas entre estas e os preços não há definição considerável. Um resultado secundário encontrado no modelo, confirmado ainda pela decomposição da variância, é que PIB e taxa de câmbio parecem ter uma relevante inter-relação, provavelmente revelando a importância do setor externo.
Abstract: This study aims to evaluate the relationship between monetary policy and price level in the Brazilian economy, considering the intermediation and the effects of the exchange rate. After the Real Plan implementation, Brazil underwent changes in the way economic policy is made. In the late 1990s, the exchange rate that was set by the government became buoyant and the nominal new anchor of the economy came with the adoption of the inflation targeting regime. Thus, the main instrument of the Central Bank of Brazil is the fixing of the basic interest rate to control inflation. The established and widespread idea behind the functioning of this mechanism asserts that the fixed interest rate exerts influence on market rates that in turn affect aggregate demand, either by slowing (or warming) the economy and by reducing (or raising) The price level. However, objections are made in the literature and one of them states that the main price control mechanism is carried out through the pass-through of the exchange rate, influencing mainly the aggregate supply. This hypothesis is verified through a Vector Autoregressive (VAR) model based on the approach suggested by Lindé, Nessén e Söderström (2003) and Jacobson et al. (1999), which incorporates the idea of monetary policy analysis in a small open economy governed by inflation targets. The results of the impulse response functions indicate that the exchange rate exerts considerable influence on the price level of the Brazilian economy. However, the hypothesis tested should only be partially accepted, since the effects of monetary policy have been quite indefinite. Relations between demand and monetary policy seem to have the expected effect, but between these and prices there is no considerable definition. A secondary result found in the model, further confirmed by the variance decomposition, is that GDP and exchange rate seem to have a relevant interrelationship, probably revealing the importance of the external sector.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3627
Other Identifiers: 2011046861
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
relaçãojuros,câmbioepreçonoBrasil_Monografia.pdf2,61 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons