Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3534
Title: Aditivação de querosene em diesel S10 B7 e estudo da estabilidade do combustível através de métodos físico-químicos e quimiométricos.
Authors: Araújo, Heloise Oliveira Medeiros de
Keywords: Diesel.;Querosene.;Aditivos.;Estabilidade de armazenamento.;FTIR.;PCA.;Storage Stability.;Kerosene.;Additives.
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ARAÚJO, Heloise Oliveira Medeiros de. Aditivação de querosene em diesel S10 B7 e estudo da estabilidade do combustível através de métodos físico-químicos e quimiométricos. 2016. 56f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química do Petróleo) - Curso de Química do Petróleo, Instituto de Química, Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal - RN, 2016.
Portuguese Abstract: O óleo diesel é o combustível mais consumido no Brasil. Frequentemente, este destilado de petróleo precisa passar por correções em suas propriedades físico-químicas por meio da adição de melhoradores, entretanto, é importante avaliar os parâmetros de estabilidade à degradação dos combustíveis, característica determinante da qualidade destes produtos. Neste trabalho, foi estudada a adição de querosene a blends diesel-biodiesel utilizando metodologia com a realização de estocagem de misturas de diesel S10 B7 aditivado com querosene em diferentes proporções volumétricas durante sessenta dias, gerando 60 amostras. Análises de estabilidade oxidativa (método PetroOXY), destilação atmosférica, massa específica a 20 ºC, viscosidade cinemática à 40 ºC, ponto de névoa e espectrometria na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), foram utilizadas na avaliação do efeito da adição de querosene sobre as propriedades físico-químicas e o envelhecimento do diesel. A Análise de Componentes Principais (PCA) foi aplicada aos dados espectrométricos, para a extração de informações sobre a composição das amostras no decorrer da estocagem e separá-las em diferentes classes. Verificou-se que a presença de 15% de querosene nas misturas melhorou propriedades como a estabilidade oxidativa e a cristalização, diminuiu as temperaturas de ebulição, a massa específica e a viscosidade das misturas. Os espectros de FTIR não apresentaram diferenças significativas entre as amostras com diferentes concentrações do aditivo, nem com diferentes dias de estocagem. A PCA foi capaz de distinguir, nos scores de PC2 x PC3, duas classes amostrais, as com menos de 30 dias de estocagem e aquelas armazenadas a mais tempo. Nos gráficos de loadings, PC1 identificou como principal diferença entre as amostras a concentração de biodiesel, PC2 fez distinção entre as bandas do diesel nas misturas iniciais e aquelas referentes às substâncias produzidas na oxidação destes hidrocarbonetos, e PC3 distinguiu as bandas características do biodiesel daquelas características dos produtos de sua degradação.
Abstract: Diesel is the most consumed fuel in Brazil. Often, this petroleum distillate needs to undergo corrections in its physic-chemical properties through the insertion of improvers; however, it is important to evaluate parameters of fuel degradation stability, a determining characteristic of the quality of these products. In this work, it was studied the addition of kerosene to diesel-biodiesel blends using the storage of diesel S10 B7 mixtures with kerosene in different volumetric proportions during sixty days, generating 60 samples. Oxidation stability analysis (PetroOXY method), atmospheric distillation, specific mass at 20 °C, kinematic viscosity at 40 °C, cloud point and Fourier transform infrared spectrometry (FTIR) were used to evaluate the effect of the addition of kerosene on diesel physicochemical properties and aging. Principal Component Analysis (PCA) was applied to the spectrometric data, to extract information about samples composition during storage and to separate them into different classes. The presence of 15% kerosene in blends improved properties such as oxidative stability and crystallization, decreased boiling temperatures, specific mass and viscosity of the blends. FTIR spectra did not show significant differences between the samples with different concentrations of the additive, nor with different days of storage. PCA was able to distinguish, in the PC2 x PC3 scores, two sample classes, those with less than 30 days of storage and those that were stored for longer. In the loadings graphs, PC1 identified as the main difference between the samples the concentration of biodiesel, PC2 distinguished between the diesel bands in the initial mixtures and those related to the substances produced in the oxidation of these hydrocarbons, and PC3 distinguished the characteristic bands of biodiesel from those characteristics of its degradation products.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3534
Other Identifiers: 2013014983
Appears in Collections:Química do Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AditivaçaoQuerosene_Araújo_2016.pdfMonografia1,64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons