Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3510
Title: Avaliação do potencial de géis de goma guar na separação da fase aquosa salina de um fluido de perfuração aquoso
Authors: Vieira, Felipe Alexandre Carvalho
Keywords: Salinidade;Fluido de perfuração.;Goma Guar.;Salting-out.
Issue Date: Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: VIEIRA, Felipe Alexandre Carvalho. Avaliação do potencial de géis de goma guar na separação da fase aquosa salina de um fluido de perfuração aquoso. 2016. 47f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química do Petróleo) - Instituto de Química, Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal - RN, 2016.
Portuguese Abstract: A aplicabilidade dos fluidos de perfuração aquosos com alto poder de inibição de hidratação está direcionada a perfurações de seções compostas por folhelhos e argilas hidratáveis. Entretanto, ainda assim, partículas sólidas finamente divididas, de difícil separação, são obtidas em função das altas taxas de cisalhamento geradas pela broca no fundo do poço, e podem ser incorporadas aos fluidos de perfuração, conferindo-lhes alterações nas suas propriedades físico-químicas. Dependendo do grau de contaminação, o fluido de perfuração pode ser descartado. Tendo em vista os danos ambientais causados pelo descarte inadequado de soluções com elevada salinidade provenientes dos fluidos de perfuração aquosos, foi proposto um novo método que tem como objetivo principal a separação da fase aquosa salina dos demais constituintes dos fluidos de perfuração, a fim de reutilizá-la como fase contínua em outras composições de fluidos. Para isso, avaliou-se o comportamento de géis responsivos à força iônica preparados a partir da reticulação química de macromoléculas de goma guar com íons borato na presença de um fluido de perfuração aquoso. Devido ao efeito salting-out, foram obtidas duas fases: um sobrenadante salino com viscosidade equivalente à da água e um gel colapsado insolúvel no meio. A fase sobrenadante foi analisada quanto à viscosidade, teor de sólidos em suspensão, salinidade, alcalinidade e pH. Os resultados obtidos indicaram a possibilidade do reuso dos sobrenadantes como fase contínua para o preparo de novas formulações de fluidos de perfuração.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3510
Other Identifiers: 2013053810
Appears in Collections:Química do Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PotencialGeis_Vieira_2016.pdfMonografia1,07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.