Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3479
Title: Avaliação da eficiência de misturas de polivinilpirrolidona e dodecilsulfato de sódio como inibidor de incrustação de CaCO3
Authors: Cunha, João Victor Moura
Keywords: Incrustação;Carbonato de cálcio;Polivinilpirrolidona;Dodecilsulfato de sódio;Complexos supramoleculares
Issue Date: 13-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CUNHA, João Victor Moura. Avaliação da eficiência de misturas de polivinilpirrolidona e dodecilsulfato de sódio como inibidor de incrustação de CaCO3. 2016. 41f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química do Petróleo) - Instituto de Química, Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal - RN, 2016.
Portuguese Abstract: A água produzida durante a recuperação do petróleo, assim como o desequilíbrio químico que ocorre devido às variações de pressão durante a produção de óleo, são responsáveis pelos sérios problemas de incrustação nos poços de petróleo. E estes causam redução de fluxo de fluidos, dano à formação, redução de diâmetro de dutos e danos às bombas elétricas submersíveis. Assim, faz-se necessário trabalhar na prevenção, através do uso de inibidores de incrustação, que, em geral, são moléculas com grande quantidade de íons aniônicos. Neste trabalho foi avaliada a eficiência de misturas de polivinilpirrolidona (PVP) e dodecilsulfato de sódio (SDS) no controle de incrustação por carbonato de cálcio (CaCO3). Primeiramente, foram determinados os pontos críticos de interação entre o polímero e o tensoativo através de titulação condutimétrica. E, posteriormente, a mistura SDS/PVP foi avaliada em diferentes razões molares como inibidor de incrustação, através de medidas de variação de pressão durante o encontro de salmouras auto precipitantes em capilar. Os cristais de CaCO3 formados na presença de diferentes composições molares de mistura SDS/PVP foram analisados por microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os pontos críticos de interação SDS/PVP determinados foram SDS/PVP inicial 1:7 e final 1:2. Os resultados obtidos no teste de eficiência dinâmica indicaram que a mistura formadora do complexo supramolecular SDS/PVP 4:1 foi a composição que obteve melhor desempenho, retardando o aumento do diferencial de pressão no interior do capilar por mais tempo. Analisando as imagens de MEV observa-se claramente a deformação dos cristais de CaCO3 na presença da mistura SDS/PVP 4:1, possivelmente, devido à maior proporção molar de tensoativo que proporciona maior distribuição de carga aniônica na superfície molecular, o que permite uma interação mais efetiva com o cristal, justificando sua eficiência no controle da incrustação
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3479
Other Identifiers: 2013015766
Appears in Collections:Química do Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvaliaçaoEficiencia_Cunha_2016.pdfMonografia1,33 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.