Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3461
Title: A Justiça Estadual do RN na perspectiva dos jurisdicionados: uma análise do acesso, morosidade, prestação jurisdicional e audiências de conciliação no Rio Grande do Norte
Authors: Praxedes, Ana Gabriela Machado Freire
Keywords: Jurisdicionados;Confiança;Satisfação
Issue Date: 9-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PRAXEDES, Ana Gabriela Machado Freire. A Justiça Estadual do RN na perspectiva dos jurisdicionados: uma análise do acesso, morosidade, prestação jurisdicional e audiências de conciliação no Rio Grande do Norte. 2016. 53 f. Monografia (Graduação em Estatística) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Departamento de Estatística, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal. 2016.
Portuguese Abstract: Este trabalho traz o resultado de uma pesquisa de opinião com jurisdicionados nas comarcas do Poder Judiciário do Rio Grande do Norte, a respeito da justiça estadual, com destaque para o acesso e morosidade da justiça, prestação jurisdicional e audiências de conciliação. Segundo os jurisdicionados o acesso é fácil, mas eles não confiam totalmente na justiça. Foi detectado que a demora em sair uma decisão e a burocracia são os principais fatores que levam o jurisdicionado a desistir de procurar a justiça, enquanto a agilidade e a contratação de novos juízes são fatores que podem melhorar a prestação jurisdicional. A respeito da morosidade, a maioria dos jurisdicionados (80,3%) dizem que a justiça é lenta ou muito lenta. Quanto às audiências de conciliação, o resultado e o cumprimento são fatores que deixam os jurisdicionados muito insatisfeitos. O teste Qui-Quadrado de Pearson permitiu afirmar que há associação entre nível de confiança e facilidade de ajuizar ação, grau de facilidade em falar com o/a juiz/juíza, custas processuais, fatores que levam o jurisdicionado a desistir de procurar a justiça, facilidade de falar com servidor e tempo que uma decisão é levada para julgamento. Além disso, há associação entre custos e acessibilidade a advogados, facilidade de entrar com ação e acessibilidade ao servidor, custas processuais e tempo até o julgamento.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3461
Other Identifiers: 2013052429
Appears in Collections:Estatística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PerspectivaJurisdicionados_Praxedes_2016.pdfMonografia1.61 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.