Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3451
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCavalcanti, Fabrícia Azevedo da Costa-
dc.contributor.authorFonseca, Luiza Gabriela de Araújo-
dc.date.accessioned2016-12-29T16:45:47Z-
dc.date.available2016-12-29T16:45:47Z-
dc.date.issued2016-12-12-
dc.identifier2012946050pr_BR
dc.identifier.citationFONSECA, Luiza Gabriela de Araújo. Comparação da ativação do ritmo beta em lobo frontal de idosos submetidos a realidade virtual. 2016. 39f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia)-Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, 2016.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3451-
dc.description.abstractIntroduction: The use of virtual reality (VR) as a tool for health care, including rehabilitation of the elderly. With aging, physiological occur events that cause decreased brain processing efficiency and motor planning. However, little has been known about brain behavior, exposure of an RV, having a refined and accurate assessment, to support its use and clinical practice. Objective: To investigate the immediate effects of a practice of a balance game, performed in virtual environment, in the elderly, through the beta rhythm analysis in the frontal lobe. Methodology: A comparative study, involving 5 elderly individuals, initially evaluated by physiotherapeutic data and mini-exame of mental state. During the intervention the effects of cortical activity were recorded by Emotiv EPOC®. The game was divided in five moments, being one of rest and four main moments of stimulation of the game. Results: Significant differences were observed regarding the neural effort in several channels for the moments of the game (M0-M5,M0-M1, M2-M3, M3-M4 e M4-M5) and between the channels positioned parallel in the cerebral hemispheres for channels F3-F4 (z=19,675; p<0,001), F7-F8 (z=15,018; p<0,001) e FC5-FC6 (z=7,658; p<0,001). Significant difference was observed in mean power activation between pre-workout and post-workout moments. Conclusion: The use of virtual reality presents itself efficiently to provoke the immediate effects, it is not neural realized during a virtual reality in the elderly.pr_BR
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectTerapia de Exposição à Realidade Virtualpr_BR
dc.subjectEEGpr_BR
dc.subjectFisioterapiapr_BR
dc.subjectVirtual Exposure Therapypr_BR
dc.subjectEEGpr_BR
dc.subjectPhysiotherapypr_BR
dc.titleComparação da ativação do ritmo beta em lobo frontal de idosos submetidos a realidade virtualpr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Cavalcanti, Fabrícia Azevedo da Costa-
dc.contributor.referees2Tavares, Nathália Stéphany Araújo-
dc.description.resumoIntrodução: O uso de realidade virtual (RV) como uma ferramenta de atenção à saúde, tem se tornado cada dia mais comum, inclusive na reabilitação de idosos. Com o envelhecimento, ocorrem alterações fisiológicas que provocam diminuição da eficiência de processamento cerebral e planejamento motor. Entretanto, pouco se sabe sobre o comportamento cerebral, diante da exposição a RV, sendo necessária a avaliação refinada e precisa, que respaldem o seu uso e prática clínica. Objetivo: Investigar os efeitos imediatos de uma prática de um jogo de equilíbrio, realizado em ambiente virtual, em idosos, através da análise do ritmo beta no lobo frontal. Metodologia: Estudo comparativo, envolvendo 5 indivíduos idosos, avaliados inicialmente por ficha fisioterapêutica e o mini-exame de estado mental. Durante a intervenção os efeitos da atividade cortical foram registrados pelo Emotiv EPOC®. O jogo de realidade virtual foi dividido em cinco momentos, sendo um de repouso pré-treino e outro pós-treino e quatro momentos principais de estimulação do jogo. Resultados: Foram observadas diferenças significativas referentes ao esforço neural apresentado em diversos canais para os momentos do jogo (M0-M5, M0-M1, M2-M3, M3-M4 e M4-M5) e entre os canais posicionados paralelamente nos hemisférios cerebrais para os canais F3-F4 (z=19,675; p<0,001), F7-F8 (z=15,018; p<0,001) e FC5-FC6 (z=7,658; p<0,001). Foi observada diferença significativa na média de ativação da potência entre os momentos de repouso pré-treino e pós-treino. Conclusão: O uso da realidade virtual parece ser eficiente para provocar efeitos imediatos no esforço neural realizado durante a realidade virtual em idosos.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentFisioterapiapr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.contributor.referees3Yano, Kim Mansur-
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Comparaçãoativaçãoritmo_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo739,16 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.