Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3430
Title: Condicionantes naturais e distribuição espacial das economias fundantes do Rio Grande do Norte: sucrocultura e pecuária nos séculos XVII e XVIII
Other Titles: Natural conditions and spatial distribution of founding economies of Rio Rrande do Norte-Brazil: sugar cane agriculture and cattle raising in XVII and XVIII centuries
Condiciones naturales y distribución espacial de las economías fundadoras del Rio Grande do Norte-Brasil: caña de azúcar y ganadería entre los siglos XVII y XVIII
Authors: Diniz, Marco Túlio Mendonça
Medeiros, Diogo Bernardino Santos de
Oliveira, George Pereira de
Keywords: Clima;Ciclos Econômicos;Formação Territorial;Nordeste do Brasil;Relação Sociedade-Natureza
Issue Date: 8-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: DINIZ, M. T. M.; MEDEIROS, D. B. S.; OLIVEIRA, G. P. Condicionantes naturais e distribuição espacial das economias fundantes do Rio Grande do Norte: sucrocultura e pecuária nos séculos XVII e XVIII. Revista GeoUECE, Fortaleza, v. 4, n. 7, p. 126-152, 2015.
Portuguese Abstract: O território colonial brasileiro teve sua formação alicerçada pela exploração econômica do meio natural. Ao perceber-se que há uma ligação direta entre as práticas econômicas e as condições físicas do espaço natural, objetivou-se com essa pesquisa compreender e demonstrar a influência dos condicionantes naturais no desenvolvimento das atividades econômicas fundantes do território do estado do Rio Grande do Norte. Neste trabalho, deu-se ênfase aos dois primeiros ciclos econômicos que motivaram a ocupação deste território, ou seja, agricultura de canade-açúcar e pecuária bovina. Assim, foi realizada uma revisão da literatura existente acerca desses ciclos econômicos e suas consequências na produção territorial. Logo após se buscou entender os condicionantes naturais da área, especialmente a climatologia do estado. Por fim, ao comparar a aptidão climática, através dos resultados do Balanço Hídrico, das regiões mais produtivas de cana-de-açúcar com a de Natal, concluiu-se que a Capitania do Rio Grande apresentava condições naturais insuficientes ao desenvolvimento da sucrocultura em baixo nível técnico, ao contrário das outras capitanias do Nordeste Oriental, sendo esse o motivo principal que ocasionou sua tardia ocupação. Nessas circunstâncias, ocorreu o surgimento de uma outra atividade econômica que se desenvolveu inicialmente subsidiária a essa. A pecuária obteve grande progresso no interior do estado, de clima semiárido, já que essa região apresentava uma distância apropriada em relação ao litoral (zona canavieira) e amplas áreas com vegetação esparsa, que propiciavam sua execução extensiva próxima a canais de drenagem.
Abstract: The brazilian colonial territory had its formation anchored by economic exploitation of the natural environment. By realising that there is a straight connection between the economic practices and the physical conditions of the natural environment, it is aimed with this research to comprehend and demonstrate the influence of the natural conditions on the development of the founding economic activities of Rio Grande do Norte state territory. This study gave emphasis to the first two economic cycles that motivated the ocupation of this territory, namely sugar cane agriculture and cattle raising. Thus, a review of the literature was conducted on these economic cycles and their consequences on the territorial production. Soon after, it attempts to understand the natural conditions of the area, specially the climatology of the state. Finally, when comparing the climatic aptitude, through the results of the Water Balance, of the most productive regions of sugar cane with Natal’s, it was concluded that the Captaincy of Rio Grande had insufficient natural conditions to the development of sugar cane agriculture at low technical level, unlike the other captaincies of Eastern Northeast, being this the main reason that led to its late occupation. Under these circumstances, there was the emergence of another economic activity that was initially developed as an alternative to that one. Cattle raising achieved great progress in the countryside, of semi-arid climate, since this region was appropriately distant from the coast (sugar cane area) and had large areas with sparse vegetation, which provided its extensive execution next to drainage canals.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3430
Other Identifiers: 2506087
2013029841
2013025673
Appears in Collections:CERES - Geografia (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Condicionantes naturais e distribuição espacial das economias_TCC_Diniz;Medeiros;Oliveira.pdfArtigo - TCC3.12 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.