Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3395
Title: Desempenho isocinético de atletas de futebol profissional nas diferentes posições no campo
Authors: Magalhães, Diego Helps
Keywords: Futebol;Soccer
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MAGALHÃES, Diego Helps. Desempenho isocinético de atletas de futebol profissional nas diferentes posições no campo. 2016. 31f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: INTRODUÇÃO:O futebol é o esporte mais popular do mundo e se caracteriza por ações motoras intermitentes de curta duração e alta intensidade, alternados com períodos de maior duração e baixa intensidade.O propósito do estudo é analisar as variáveis isocinéticas, Trabalho Total (W) e Índice de Fadiga (IF), nas diferentes posições do campo . MÉTODO:Trata-se de um estudo observacional transversal onde participaram 76 atletas do sexo masculinos sendo, sete goleiros (G), dez zagueiros (Z), quatorze laterais (L), dezoito volantes (V), quatorze meias (M) e treze atacantes (A) profissionais de futebol. Para avaliação do desempenho isocinético foi utilizado um dinamômetro da marca Biodex System Pro 3®. Foi realizada os testes na modalidade concêntrica nas velocidades de 60//s (5 repetições) e 240°/s (30 repetições). RESULTADOS:W extensor apresentou diferença significativa para o membro dominante(MD) dos M em relação aos G(p=0,004) e Z(p=0,017), já para o membro não dominante(MnD) Z apresentaram diferença significativa em relação a L(p=0,046), M(p=0,003) e A(p0,032). O Wflex apresentou L com diferença significativa em relação aos G(p=0,015) e Z(p=0,004) para o MD. Não houve diferença significativa entre extensores e flexores de joelho para as diversas posições em campo. CONCLUSÃO:Existe diferença significativa na capacidade geração de torque, representada pela variável Trabalho, dos extensores e flexores de joelho na comparação com as posições desempenhadas em campo. No entanto, quanto ao índice de fadiga atletas profissionais de futebol não apresentam diferença significativa nas musculaturas analisadas segundo sua posição em campo.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3395
Other Identifiers: 2011037281
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Desempenhoisocinéticoatletas_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo551,77 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.