Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3394
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorMicussi, Maria Thereza Albuquerque Barbosa Cabral-
dc.contributor.authorQueiroz, Neila Alves de-
dc.date.accessioned2016-12-22T14:44:29Z-
dc.date.available2016-12-22T14:44:29Z-
dc.date.issued2016-11-30-
dc.identifier2012946130pr_BR
dc.identifier.citationQUEIROZ, Neila Alves de. Tradução e adaptação cultural do international consultation on incontinence questionnaire Female Lower Urinary Tract Symptoms (ICIQ-FLUTS). 2016. 72f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3394-
dc.description.abstractThe purpose of this study was to translate and culturally adapt to the brazilian population a specific questionnaire for general evaluation of STUI, the ICIQ-FLUTS. An study of accuracy was carried out, where 28 volunteers, between 18 and 65 years old, participated. They were recruited at the municipal health unit of the Mirassol neighborhood, in the city of Natal, Rio Grande do Norte. The translation phase was performed by two bilingual individuals, brazilian, fluent in english (T1 and T2). It was originated to version one of the portuguese questionnaire (V1) that was retro translated into English and returned to the ICIQ group to be reviewed and performed an equivalence pre-test to develop the final version of the questionnaire (V2). V2 was submitted to the adaptation phase. The results obtained were that the mean age of the women evaluated was 50.4 years ± 12.9. 53.5% of the women were in the postmenopausal period, 64.2% had urinary incontinence-UI. Urinary stress urinary incontinence (SUI) (50%) to medium effort (42.8%) was the most frequent. The adapted version of ICIQ-FLUTS has been shown to be clear, easy to understand and apply by the population studied. It is concluded that the ICIQ-FLUTS is adapted to the Portuguese language and brazilian culture, and can be used in any brazilian about STUI study, after being validated in future studies.pr_BR
dc.description.sponsorshipCNPQpr_BR
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectSintomas do trato urinário inferior, questionários, Mulheres, ICIQ-FLUTSpr_BR
dc.titleTradução e adaptação cultural do international consultation on incontinence questionnaire Female Lower Urinary Tract Symptoms (ICIQ-FLUTS)pr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.advisor-co1Priscylla Helouyse Melo Angelopr_BR
dc.contributor.referees1Micussi, Maria Thereza Albuquerque Barbosa Cabral-
dc.contributor.referees2Viana, Elizabel de Souza Ramalho-
dc.description.resumoO objetivo desse estudo foi traduzir e adaptar culturalmente para a população brasileira um questionário específico para avaliação geral dos STUI, o ICIQ-FLUTS. Foi realizado um estudo de acurácia, onde participaram 28 voluntárias, entre 18 e 65 anos. Foram recrutadas na unidade municipal de saúde do bairro Mirassol, na cidade de Natal, Rio Grande do Norte. A fase de tradução foi realizada por dois indivíduos bilíngües, brasileiros, fluente em inglês (T1 e T2). Deu-se origem à versão um do questionário em português (V1) que foi retro traduzida para o inglês e reenviada ao grupo ICIQ para ser revisada e realizado pré-teste de equivalência para o desenvolvimento da versão final do questionário (V2). A V2 foi submetida à fase de adaptação. Os resultados obtidos foram que a idade média das mulheres avaliadas foi de 50,4 anos ± 12,9. 53,5% das mulheres se encontravam no período pós-menopausal, 64,2% apresentavam incontinência urinária-IU. A incontinência urinária de esforço-IUE (50%) aos médios esforços (42,8%) foi a mais frequente. A versão adaptada do ICIQ-FLUTS mostrou-se ser clara, de fácil compreensão e aplicação pela população estudada. Conclui-se que o ICIQ-FLUTS está adaptado ao idioma português e para a cultura brasileira, podendo ser utilizado em qualquer estudo brasileiro sobre STUI, após ser validado em futuros estudos.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentFisioterapiapr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.subject.cnpqCiências da saúdepr_BR
dc.contributor.referees3Bezerra, Lívia Oliveira-
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Traduçãoadaptaçãocultural_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo865.85 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.