Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3364
Title: Atividade dos constituintes da saliva de flebotomíneos na infecção por Leishmania e sua possível utilização no controle da Leishmaniose: uma revisão
Authors: Oliveira, Cibele Beatriz da Silva
Keywords: Componentes salivares;Salivary compounds;Imunidade;Immunity.;Leishmanioses;Leishmaniasis
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Cibele Beatriz da Silva. Atividade dos constituintes da saliva de flebotomíneos na infecção por Leishmania e sua possível utilização no controle da Leishmaniose: uma revisão. 2016. 63 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Biomedicina)- Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: As leishmanioses constituem um grupo de doenças tropicais negligenciadas constituindo um grande problema de saúde pública, sendo causadas por parasitos do gênero Leishmania e transmitidas aos seres humanos e outros hospedeiros vertebrados por meio da picada de flebotomíneos infectados. Os componentes salivares dos flebotomíneos possuem atividades antihemostáticas, anti-inflamatórias e imunomoduladoras importantes para o sucesso da alimentação do inseto e que favorecem a sobrevivência do parasito. A saliva dos flebotomíneos é capaz de estimular tanto a imunidade mediada por células como também a imunidade humoral dos hospedeiros. A resposta imune contra os componentes salivares dificulta o estabelecimento dos parasitos, contribuindo como fator protetor contra o desenvolvimento da doença. Uma vez que a maior parte dos componentes salivares desses insetos são proteínas, a produção de anticorpos anti-saliva constitui um dos eventos importantes para a neutralização dos efeitos imunomoduladores, sendo um dos fatores implicados na proteção contra o estabelecimento do parasito. Além disso, anticorpos podem ser detectados no soro de humanos e outros reservatórios em campo constituindo uma ferramenta para estimar a exposição ao inseto vetor, servindo como biomarcador para demarcar as áreas de risco para a leishmaniose, além de identificar os reservatórios presentes nessas regiões. A mensuração dos níveis de anticorpos contra a saliva do vetor também tem sido utilizada na avaliação de estratégias de controle como, por exemplo, o uso de coleiras e mosquiteiros impregnados com inseticida. A capacidade apresentada por determinados componentes salivares em estimular o desenvolvimento de resposta do tipo Th1, hipersensibilidade do tipo tardia e a produção de anticorpos, tem tornada atrativa a possibilidade de desenvolvimento de vacinas baseadas em antígenos salivares. Atualmente não existe um medicamento que gere cura parasitológica em pacientes infectados e medidas profiláticas alternativas têm sido perscrutadas. Nesse contexto, a pesquisa de componentes da saliva dos insetos vetores de Leishmania, os flebotomíneos, tem gerado resultados promissores.
Abstract: Leishmaniasis are a group of neglected tropical diseases constituting a serious public health problem. This group of diseases is caused by Leishmania parasites and transmitted to humans by sandflies bite. Salivary compounds of phlebotomines have anti-hemostatic, anti-inflammatory and immunomodulatory activities which are important to the success of insect feeding and parasite survival. The sandfly saliva is able to stimulate both cell-mediated immunity as well as humoral immunity in the host. The immune response against salivary components strongly influences the establishment, evolution and outcome of leishmanial infection. Salivary components of these insects are mainly proteins and the production of anti-saliva antibodies is an important event for the neutralization of immunomodulatory effects, one of the factors implicated in avoid parasite establishment. In addition, antibodies detected in human sera and other hosts can represent an important tool to estimate exposure to insect vector. This tool can be used as a biomarker to evaluate risk areas for leishmaniasis and identify hosts. The measurement of antibodies levels against the vector saliva has also been used to assess control strategies such as the use of collars and nets insecticide-treated. Salivary compounds drive the development of Th1 response, delayed type hypersensitivity and antibody production which make these compounds promising for vaccine development. Available treatment for human leishmaniasis do not generate parasitological cure, thus alternative preventive measures have been investigated. In this sense, researches with salivary components of phlebotomines insects which are vectors of Leishmania parasites has generated promising results.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3364
Other Identifiers: 2012911609
Appears in Collections:Biomedicina

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AtividadeConstituintesSaliva_Oliveira_2016.pdfMonografia1,42 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.