Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3263
Title: Reprodutibilidade da intensidade autosselecionada guiada pelo afeto de sujeitos iniciantes no treinamento de força
Authors: Costa, Vinícius Moreira
Keywords: Treinamento de força, prazer, aderência e autosseleção.
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Vinícius Moreira. Reprodutibilidade da intensidade autosselecionada guiada pelo afeto de sujeitos iniciantes no treinamento de força. 2016. 40f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - Departamento de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Sessão de treinamento resistido guiado pelo afeto positivo (+ 3, “bom” na escala de valência afetiva). Objetivo: Verificar a reprodutibilidade de um programa de treinamento resistido guiado pelo afeto positivo (sensação de prazer) na ancora (+3), na escala de afeto, em iniciantes no treinamento com peso. Métodos: Foram selecionados (5 indivíduos com idade entre 18 e 50 anos. Em média e desvio padrão os indivíduos da amostra tinha idade 25/0,55. Estatura 1,72/0,11. Índice de massa corporal 23,7/5,56. A escala de valência afetiva (Feeling Scale, -5/+5) foi utilizada para autosseleção da intensidade do programa de treinamento. Foram realizadas quatro sessões para determinar a força máxima através do teste dos 10RM e cinco sessões experimentais simulando uma sessão de treinamento convencional, envolvendo 6 exercícios onde a intensidade foi selecionada pelo participante utilizando a orientação de manter o exercício em uma percepção de “bom”, correspondente a +3 na escala de afeto, a fim de verificar a reprodutibilidade da intensidade selecionada. Para verificar a estabilização da intensidade autosselecionada (%10RM), foi utilizado a ANOVA de um fator para medidas repetidas, seguido do teste de post hoc de Newman-Keuls. A plotagem de Bland-Altman foi utilizada para verificar a concordância entre os valores encontrados e para avaliação da reprodutibilidade inter-dias será utilizado o Coeficiente de Correlação de Intraclasse (CCI). Resultados: Ao longo das sessões os indivíduos mantiveram a autosseleção das cargas, que ficaram na média de 67%, de 1 repetição máxima, (1RM) para uma percepção de prazer “boa”, ancora (+3), da escala de afeto. A Percepção subjetiva para cada sessão de treinamento foi em média de um pouco fácil. Conclusão: Os resultados das cargas de treinamento foram reprodutíveis e mantiveram-se dentro das faixas de intensidade de moderado à vigoroso, 40-70% de 1RM.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3263
Other Identifiers: 2012936090
Appears in Collections:Educação Física (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Reprodutibilidadeintensidadeautosselecionada_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Completo864,63 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.