Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3204
Title: Hábitos de vida de idosos hipertensos em município do Seridó/Rio Grande do Norte
Other Titles: Hábitos de vida de los ancianos hipertensos en el município de Serido/Rio Grande del Norte
Life habits of hypertensive elderly in the city of Seridó / Rio Grande do Norte
Authors: Cavalcanti, Marcos Vinicius de Araújo
Keywords: Saúde do Idoso;Health of the Elderly;Hipertensão;Hypertension;Atenção Primária à Saúde;Primary Health Care
Issue Date: 8-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CAVALCANTI, Marcos Vinicius de Araújo. Hábitos de vida de idosos hipertensos em município do Seridó/Rio Grande do Norte. 2016. 24 f. TCC (Graduação) - Curso de Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2016.
Portuguese Abstract: Introdução: A população brasileira passa por um rápido processo de envelhecimento, com isso as Doenças Crônicas Não Transmissíveis tendem a se elevar cada vez mais, entre elas a HAS, podendo estar relacionado aos hábitos de vida da população. Objetivo: Este estudo busca identificar os hábitos de vida em homens idosos hipertensos em município da região Seridó/RN bem como identificar a relação entre hábitos de vida e presença de comorbidades. Método: A pesquisa foi iniciada após parecer favorável do CEP/FACISA. A coleta dos dados foi realizada por meio de uma pesquisa do tipo exploratório e descritivo, de natureza quantitativa, com amostra total de 136 participantes aconteceu no período de agosto a outubro de 2016, utilizando um formulário de entrevista estruturada produzido pela equipe de pesquisa. Os dados foram analisados a partir do software SPSS, versão 20.0, em que foi realizada análise descritiva e inferencial. Utilizou-se o coeficiente de correlação de Spearman, onde não houve associação entre hábitos de vida e presença de comorbidades. Resultados: A média de idade foi de 71,94 anos,(desvio padrão 6,46), sendo a grande maioria destes, católicos, brancos, aposentados e com renda em média de 1,88 salários mínimos. Além disso, o teste Qui-quadrado demonstrou associação entre picos hipertensivos e o hábito de não fumar. Conclusão: Embora não tenha sido possível relacionar os hábitos de vida à presença de comorbidades, a identificação desses hábitos aponta a importância da promoção da qualidade de vida. Conhecer o perfil desses homens idosos permite ainda propor ações mais direcionadas para o enfrentamento individual e coletivo no processo saúde/doença daqueles que vivem com diagnóstico de Hipertensão Arterial.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3204
Other Identifiers: 2012963418
metadata.dc.description.embargo: 2019-12-14
Appears in Collections:Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Hábitos de vida de idosos hipertensos em município do Seridó_Rio Grande do Norte.pdf
Restricted Access Until 2019-12-13
Artigo Principal442,74 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.