Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3190
Title: Avaliação das condições higiênico-sanitárias de restaurantes populares no Rio Grande do Norte
Authors: Lima, Luciana Batista de
Keywords: Boas práticas de manipulação;restaurantes populares;controle higiênico sanitário;segurança alimentar
Issue Date: 25-Nov-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LIMA, Luciana Batista de. Avaliação das condições higiênico-sanitárias de restaurantes populares no Rio Grande do Norte. 2016. 52f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Departamento de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo avaliar as condições higiênico-sanitárias de Restaurantes Populares (RP) no Rio Grande do Norte (RN). A amostra se deu por meio de sorteio aleatório, onde, das 24 unidades de restaurantes distribuídas no RN, sorteou-se 10 para participarem da pesquisa. Assim, foi realizada uma única visita aos RP. Para coleta de dados foi aplicada uma lista de verificação baseada na Resolução RDC nº 216/2004 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, contendo ao todo 183 itens de verificação agrupados em 12 blocos avaliativos, que permitiu avaliar as condições higiênico-sanitárias dos estabelecimentos. Para a obtenção do diagnóstico final de cada RP, foi calculada a média de adequação proveniente do diagnóstico inicial. Para classificar os restaurantes no que se refere às boas praticas, utilizou-se o seguinte critério: “Muito ruim” quando atendeu de 0% a 19% de adequação dos requisitos; “Ruim”: de 20% a 49%; “Regular”: de 50% a 69%; “Boa”: de 70% a 90% e “Muito boa”: de 91% a 100%. A média geral de adequação dos 10 Restaurantes Populares foi de 69%, no qual somente 50% atingiu o ponto de corte de 70% de adequação dos requisitos avaliados, variando a classificação de “Ruim” a “Muito boa”. O bloco “edificação, instalações, equipamentos, móveis e utensílios” foi o que apresentou mais inadequações, atingindo média de 59%. Já o bloco manejo dos resíduos apresentou 83% de adequação. O estudo demonstrou que os estabelecimentos apresentaram condições inadequadas para o processo de produção de alimento. Por meio da analise efetuada, observou-se que no aspecto higiênico-sanitário, não há garantia de alimentos seguros, podendo comprometer os objetivos do Programa e assim o cumprimento da politica de Segurança Alimentar.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3190
Other Identifiers: 2012955470
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliaçãocondiçõeshigiênico_2016_Trabalho de Conclusão de CursoTexto Principal1,38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons