Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3153
Title: Remediação de solo contaminado com fenantreno utilizando persulfato de sódio ativado por método inovador
Authors: Souza, Alessandra Ramos de
Keywords: Solo contaminado;Contaminated soil;Fenantreno;Phenanthrene;Oxidação química;Chemical oxidation;Persulfato;Persulfate;Diatomita modificada;Modified diatomite
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOUZA, Alessandra Ramos de. Remediação de solo contaminado com fenantreno utilizando persulfato de sódio ativado por método inovador. 2016. 52f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química), Departamento de Engenharia Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: A contaminação de solos e águas subterrâneas por hidrocarbonetos provenientes das atividades relacionadas à indústria petrolífera é um dos principais e mais frequentes exemplos de passivos ambientais. É crescente o número de pesquisas que visam reverter ou, pelo menos, amenizar este impacto ambiental, restaurando a qualidade da água e do solo. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, o fenantreno é classificado como poluente prioritário devido à sua toxicidade, persistência no meio ambiente e importância industrial. Diante disso, a oxidação química avançada tem se mostrado muito eficiente para o tratamento de poluentes orgânicos. Esta pesquisa teve como objetivos: estudar o tratamento de solo contaminado com fenantreno por persulfato de sódio ativado com um material inovador; e investigar melhores condições para a síntese desse material, que tem como suporte a diatomita e a fase ativa íons de ferro. Os resultados da caracterização mostraram que as concentrações de ferro foram 4%, 20%, 20%, 17% e 25% para a diatomita bruta e para as modificadas (CAT-1, CAT-2, CAT-5 e CAT-20), respectivamente. Resultados satisfatórios foram obtidos usando 45 g/L de persulfato de sódio e 1 g de CAT-1, que mostrou ser o material mais reativo, com degradação de 98% de fenantreno em 168 horas de tratamento.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3153
Other Identifiers: 2012940530
Appears in Collections:Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Remediacaodesolo_Monografia.pdfMonografia1,45 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.