Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3113
Title: Estudo da embebição em arenito: Proposta de uma metodologia otimizada
Authors: Medeiros, Lidiane
Keywords: embebição espontânea; arenito, recuperação; tensoativos; tensão interfacial.
Issue Date: 1-Dec-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Lidiane. Estudo da embebição em arenito: Proposta de uma metodologia otimizada. 2016. 45 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia de Petróleo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O objetivo do trabalho é analisar diferentes estudos de embebição espontânea em rochas areníticas e propor uma metodologia otimizada. A embebição desloca um fluido não molhante por meio de um fluido molhante por forças gravitacionais e/ou forças capilares. O processo de embebição espontânea pode ser utilizado para a recuperação de óleo em alguns tipos de reservatórios. Alta viscosidade do óleo e elevadas tensões interfaciais influenciam na baixa recuperação de óleo. A injeção de água suplementa a energia do reservatório e força o óleo a escoar em direção aos poços produtores, porém quando a eficiência da injeção de água é baixa, é possível a utilização da injeção de tensoativos para diminuir as tensões interfaciais entre água e o óleo, aumentando a eficiência de deslocamento. Neste trabalho foi feito um levantamento bibliográfico e observado quais parâmetros influenciaram na recuperação de óleo através dos experimentos de embebição em arenito. Entre os experimentos estudados foi notado que a embebição em co-corrente é mais eficaz por apresentar maior recuperação de óleo e quanto mais úmido o plugue, maior a recuperação de óleo. Com a utilização da ressonância magnética em ensaios de embebição espontânea, pode-se observar a progressão da embebição da salmoura e o deslocamento de óleo nos plugues. Além disso, testes de embebição espontânea em que sistemas apresentam menor tensão interfacial, possuem maior recuperação de óleo.
Abstract: The objective of this work is to analyze different studies of spontaneous imbibition in sandstone rocks and propose an optimized methodology. The imbibition displaces a non-wetting fluid with a wetting fluid by gravitational forces and/or capillary forces. The spontaneous imbibition process can be used for oil recovery in some types of reservoirs. High viscosity of oil and high interfacial tensions between reservoirs fluids influence the low oil recovery. Waterflooding supplements the energy of the reservoir and forces the oil to flow towards the producing wells. However, when waterflooding efficiency is low, the injection of surfactants it is possible to use to reduce the interfacial tensions between water and oil, increasing the displacement efficiency. In this work, a compilation of some references on literature was made and was observed which parameters influenced the oil recovery through the imbibition experiments in sandstone. Among the studied experiments, it was noticed that co-current imbibition is more effective because it has a higher oil recovery and the moister the core, the higher the oil recovery. With the use of magnetic resonance in spontaneous imbibition tests, can observe the progression of brine imbibition and the displacement of oil in the core. Furthermore, tests of spontaneous imbibition in which systems show lower interfacial tension show a higher oil recovery.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3113
Other Identifiers: 2015009051
Appears in Collections:Engenharia de Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - 2016 2 - Lidiane Medeiros.pdfTCC - 2016.2 - Lidiane Medeiros1,19 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons