Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3109
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlmeida de Sá, Maria das Vitórias Vieira-
dc.contributor.authorJunqueira, Rômulo Anthony-
dc.date.accessioned2016-12-08T18:22:09Z-
dc.date.available2016-12-08T18:22:09Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier2011049513pr_BR
dc.identifier.citationJUNQUEIRA, Rômulo Anthony. Avaliação do comportamento endurecido do concreto autoadensável com incorporação de adições minerais nas composições dos traços. 2016. 16 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia Civil, Departamento de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3109-
dc.description.abstractThe environment aggression caused by the concrete production process has a great impact due to the high consumption of virgin raw material. However, substantially greater impact is caused by the production of Portland cement, an indispensable material used to produce concrete. The use of self-compacting concrete (SCC) appears as an alternative to reduce the environmental damage caused by the production of traditional concrete, since it allows the usage of high levels of mineral additions, such as sugarcane bagasse ashes, rice husk ashes, kaolin and active silica. Such materials, when used in combination with Portland cement and, under certain conditions, can perfectly replace high cement contents in the mixtures and still generate a significant increase of durability according to studies developed in the last decade. The use of SCC has increased significantly because of its high fluidity and cohesion characteristics and the possibility of molding in-situ without the necessity of vibration, forming a fault and void-free product which has also flowability by its own weight filling completely the molds and reaching compaction even in heavily armed structures. In this context, this study aims to evaluate the mechanical and durability properties of self-compacting eco-concretes at one year of age, with high levels of mineral additions in the mix, reducing the cement level. Five types of concrete mixtures will be analyzed, one being a self-compacting concrete with conventional materials, without mineral additions, used as a parameter, and self-compacting concrete mixtures with 40% and 50% of mineral additions to replace the cement. The expected results are that the concretes produced with a considerable reduction of the cement usage do not lose their main mechanical properties and durability, thus contributing to the sustainability of the construction industry, minimizing the environmental impacts generated.pr_BR
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.subjectConcreto Autoadensávelpr_BR
dc.subjectEco-concretopr_BR
dc.subjectBagaço da cana-de-açúcarpr_BR
dc.subjectCinza da casca de arrozpr_BR
dc.subjectMetacaulimpr_BR
dc.subjectAdiçõespr_BR
dc.titleAvaliação do comportamento endurecido do concreto autoadensável com incorporação de adições minerais nas composições dos traçospr_BR
dc.title.alternativeEvaluation of the behavior of hardened self-compacting concrete with incorporation of mineral additions on the mixtuer compositionspr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.advisor-co1Fernanda Karolline de Medeirospr_BR
dc.description.resumoA agressão ao meio ambiente provocada no processo de produção de concreto é de grande impacto pelo alto consumo de matéria-prima. Contudo, impacto substancialmente maior é causado pela produção de cimento Portland, material indispensável ao concreto. O uso de concreto autoadensável (CAA) surge como alternativa para amenizar os danos ambientais da produção de concreto tradicional, uma vez que possibilita utilizar altos teores de adições minerais, como a cinza do bagaço da cana-de-açúcar, cinza da casca de arroz, metacaulim e sílica ativa. Tais materiais, quando utilizados em mistura com cimento Portland e, sob certas condições, podem perfeitamente substituir altos teores de cimento nas misturas e ainda gerar aumento significativo de durabilidade, segundo estudos desenvolvidos na última década. A utilização do CAA vem aumentando significativamente devido as suas características de alta fluidez e coesão, além da possibilidade de moldagem in loco sem vibração, formando um produto com número reduzido de vazios e falhas, e que apresenta capacidade de fluxo através do seu peso próprio preenchendo completamente as fôrmas, com isso atinge a compactação mesmo em estruturas densamente armadas. Diante desse contexto, o presente estudo teve como objetivo, avaliar aos 365 dias as propriedades mecânicas e de durabilidade dos eco-concretos autoadensáveis analisados, com altos teores de adições minerais e consequente redução do teor de cimento. Foram analisados 5 tipos de traços de concreto sendo um deles de concreto autoadensável com materiais convencionais, sem adições minerais para utilização como referência e os demais traços de concretos autoadensáveis com adições de cinza residual do bagaço da cana-de-açúcar, pozolana da casca de arroz e metacaulim, em teores de 40% e 50% de substituição do cimento. Os resultados mostraram que tais concretos produzidos com diminuição considerável do uso de cimento, não perderam suas principais propriedades mecânicas e de durabilidade, podendo desse modo contribuir para a sustentabilidade da indústria da construção, minimizando os impactos ambientais gerados.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentEngenharia Civilpr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL::CONSTRUCAO CIVIL::MATERIAIS E COMPONENTES DE CONSTRUCAOpr_BR
Appears in Collections:Engenharia Civil

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
avaliacao-concreto-autoadensavel-Junqueira-Artigo.pdfTCC - 2016.2692.67 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons