Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3095
Title: Teor de sódio em alimentos processados e ultraprocessados ofertados para escolares
Authors: Chaves, Silvia Jordana Maia
Keywords: Teor de sódio, Alimentos Processados, Escolares
Issue Date: 28-Nov-2016
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CHAVES, Silvia Jordana Maia. Teor de sódio em alimentos processados e ultraprocessados ofertados para escolares. 2016. 64f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Curso de Nutrição da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Este estudo teve como objetivo identificar o teor de sódio contido em alimentos processados e ultraprocessados destinados a escolares, onde os produtos foram separados em 9 grupos tomando como base a pesquisa realizada pelo CECANE - UFRGS (BRASIL, 2011). Desta forma, foram investigados de três a cinco produtos de diferentes marcas por grupo de alimentos. Assim, 159 amostras foram coletadas nas redes de supermercados de diferentes bairros da cidade do Natal/RN, bem como também por meio de sites das empresas brasileiras produtoras desses alimentos. Foram sistematizadas informações dos rótulos e analisados os componentes, a marca, a informação da rotulagem por porção (gramas) a quantidade de sódio (mg) na porção, a quantidade de sódio (mg) em 100g do produto e, posteriormente, foram classificados quanto a Resolução 54/2012, a OPAS (2016) e a Food Standards Agency (2014). Para obter a classificação da OPAS (2016) realizou-se a proporção kcal:mgNa e, ainda foi feita uma estimativa da oferta de sódio, por meio dos alimentos analisados, em relação ao valor diário de referência -VDR, por faixa etária. Entre os alimentos classificados pela Resolução 54/2012, 18% encontravam-se na categoria não contém sódio, 8% encontravam-se na categoria muito baixo teor de sódio e 9% encontravam-se na categoria baixo teor de sódio. Já em relação aos valores de sódio estabelecidos nos critérios da OPAS (2016), encontrou-se que 55% dos produtos apresentaram excesso de sódio e com relação a Food Standards Agency (2014), 38% dos produtos estiveram com baixo teor de sal, 28% com médio teor de sal e 32% com alto teor de sal. Concluiu-se que as classificações quanto ao teor de sódio divergiram consideravelmente, mas torna-se importante destacar que a maior parte dos produtos alimentícios se enquadraram na categoria de elevada quantidade de sódio, sendo os alimentos que contribuem com a maior oferta: pães, carne seca, peixe enlatado, salsicha, linguiça, presunto, mortadela, amendoim, manteiga, margarina, gelatina, refresco industrializado, caldo pronto, conserva de vegetais, preparações formuladas salgadas e preparações formuladas doces. Destaca-se também a variação dos teores de sódio em um mesmo alimento, mas de marca diferente. Isso demonstra a importância da leitura e entendimento da informação nutricional contida no rótulo do produto, já que é por meio dele que é possível fazer a comparação não só do sódio, mas de cada ingrediente contido no produto e assim realizar escolhas mais apropriadas e saudáveis.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3095
Other Identifiers: 2013006720
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Teorsódioalimentos_2016_Trabalho de Conclusão de Curso.pdf876,71 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.