Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/3085
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSantanna, Vanessa Cristina-
dc.contributor.authorPenha, Camila Chaves-
dc.date.accessioned2016-12-07T18:24:37Z-
dc.date.available2016-12-07T18:24:37Z-
dc.date.issued2016-11-30-
dc.identifier2015010310pr_BR
dc.identifier.citationPENHA, Camila Chaves. Efeito da contaminação por salmoura nas propriedades de fluido de perfuração aquoso. 2016. 37 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia de Petróleo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/3085-
dc.languagept_BRpr_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepr_BR
dc.rightsopenAccesspr_BR
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectFluido de perfuração, contaminação, salmourapr_BR
dc.subjectDrilling fluid, contamination, salinity, brinepr_BR
dc.titleEfeito da contaminação por salmoura nas propriedades de fluido de perfuração aquosopr_BR
dc.typebachelorThesispr_BR
dc.contributor.referees1Santanna, Vanessa Cristina-
dc.contributor.referees2Duarte, Lindemberg de Jesus Nogueira-
dc.description.resumoNeste trabalho foi utilizado um fluido de perfuração de base aquosa, que é um dos fluidos de perfuração mais utilizados no mundo, pois possuem baixo custo comparado aos demais, são biodegradáveis e se dispersam facilmente na coluna d’água. O fluido à base de água consiste numa mistura de sólidos, líquidos e aditivos químicos tendo a água como a fase contínua. Durante a perfuração, o fluido pode ser contaminado por salmoura, caso ocorra a infiltração da água da formação para o poço ou a perfuração de camadas de sal. Com a contaminação do fluido as suas propriedades podem ser alteradas, e este trabalho teve como principal objetivo o estudo da influência da contaminação por salmoura, nas concentrações de 10 e 20 por cento. Foram realizados ensaios reológicos, de filtração API, pH, salinidade e envelhecimento. Todos os ensaios foram realizados em laboratório, seguindo as normas API (American Petroleum Institute). Observou-se no ensaio reológico que após a contaminação por salmoura e com o envelhecimento do fluido, houve um aumento da viscosidade. Já na filtração API, a adição de salmoura ocasionou o aumento do volume de filtrado, o que não é desejado. Quanto ao pH, o mesmo praticamente não se alterou com a contaminação por salmoura. No entanto, a salinidade do fluido aumentou com o aumento da concentração de salmoura, como já era esperado. Desse modo, concluiu-se que a contaminação com salmoura prejudicou as propriedades do fluido estudado.pr_BR
dc.publisher.countryBrasilpr_BR
dc.publisher.departmentEngenharia do Petróleopr_BR
dc.publisher.initialsUFRNpr_BR
dc.subject.cnpqEngenhariaspr_BR
dc.contributor.referees3Ribeiro, Laís Sibaldo-
Appears in Collections:Engenharia de Petróleo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EFEITODACONTAMINAÇÃOPORSALMOURA_MONOGRAFIA 1.pdf1,25 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons